Viaturas que serão entregues nesta sexta-feira pelo governador Reinaldo Azambuja para reforçar o policiamento na Capital e interior – Foto: Edemir Rodrigues
Viaturas que serão entregues nesta sexta-feira pelo governador Reinaldo Azambuja para reforçar o policiamento na Capital e interior – Foto: Edemir Rodrigues

Investimentos fazem parte da 4ª etapa do programa, cujos investimentos somam R$ 114 milhões que vem sendo usados na compra de viaturas, armamento e melhorias na segurança pública

Nesta sexta-feira, em evento às 15h na Praça do Rádio Clube, o governador Reinaldo Azambuja irá entregar 115 novos veículos adquiridos para reforçar policiamento na Capital e interior. As entregas fazem parte do Programa MS Mais Seguro, cujos investimentos somam R$ 114 milhões que estão sendo aplicados na reestruturação da segurança pública do Estado. Nas ruas, a população da Capital diz já sentir os efeitos das entregas que vêm sendo feitas desde o ano passado.

Somente nesta quarta etapa estão sendo investidos R$ 43 milhões na aquisição de 300 veículos que irão beneficiar as Polícias Civil e Militar, Perícia, Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e Corpo de Bombeiros.

No evento de sexta-feira, que será aberto à população, serão entregues 115 novos veículos, entre viaturas modelo Trailblazer e carros descaracterizados, para atender forças de segurança de Campo Grande, Bandeirantes, Corguinho, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rochedo, Sidrolândia e Terenos.

Além das viaturas que serão entregues amanhã, o Governo do Estado irá distribuir o restante da frota entre os municípios do interior. Somente do modelo Trailblazer foram adquiridos 195 veículos, via licitação que permitiu a economia de R$ 14 milhões em relação ao preço de mercado. As viaturas possuem câmbio automático, tração 4×4 e já vem equipadas com sistema de rádio, giroflex e 90 mil quilômetros de revisão garantidos com a compra.

Confiança

“Viatura nova e equipamento novo – armamento longo, munição não letal – facilitou muito nosso trabalho. Com essa estruturação da PM melhorou nosso poder de resposta perante a sociedade”, explicou o soldado Jeferson Borher, da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), sobre as entregas que vem sendo feitas desde o ano passado.

O resultado é sentido pela população nas ruas da Capital e interior, onde já é possível visível o aumento de viaturas, de armamento e de policiais para atender tanto às ocorrências como promover rondas preventivas aumentando a segurança.

No Centro de Campo Grande, comerciantes comemoram o retorno dos clientes que agora se sentem mais seguros durante as compras. “A gente vê constantemente os policiais militares aqui em todos os horários, o que ajuda porque antes tinha muito furto e estava espantando os clientes. Agora realmente está ficando bom”, afirmou o supervisor de vendas Cleverson Sandim, de 25 anos.

Além do reforço na região central, os bairros tiveram incremento de viaturas e equipamentos. O resultado é maior policiamento nas ruas no dia-a-dia da população. A presença da viatura da PM na ronda preventiva do Nova Lima surpreendeu o autônomo João Caiçara, de 52 anos, que foi ao bairro vender livros em uma escola. “A presença deles dá mais segurança para o povo”, avaliou.

MS Mais Seguro

Criado para reestruturar a segurança pública do Estado, o Programa MS Mais Seguro está em sua quarta etapa. Na primeira, foram entregues 230 novos armamentos, 137 equipamentos de proteção individual e 67 viaturas, com investimentos de R$ 6,8 milhões. A segunda entrega contou com 903 munições, 265 armas, 2.383 equipamentos de proteção pessoal e 154 viaturas, que somaram R$ 11 milhões. Na terceira etapa, foram 85 viaturas, 60 armamentos e 3.582 equipamentos de proteção no valor de R$ 14 milhões.

Nesta quarta etapa, estão sendo entregues 314 viaturas, sendo 137 destinadas à PM, 120 à Polícia Civil, 07 para a Agepen, 10 para a Perícia, 36 ao Corpo de Bombeiros e 04 à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que somam investimentos estaduais de mais de R$ 43 milhões.