Ponte de R$ 1,1 milhão em Costa Rica torna realidade sonho de mais de 35 anos

Ponte sobre o rio Sucuriú teve investimento de R$ 1,1 milhão em Costa Rica - Foto: Edemir Rodrigues
Ponte sobre o rio Sucuriú teve investimento de R$ 1,1 milhão em Costa Rica – Foto: Edemir Rodrigues

Quando a ponte de concreto sobre o rio Sucuriú em Costa Rica foi inaugurada, a sensação da comunidade era de sonho realizado. Há mais de 35 anos a obra era prometida por diversos políticos, mas a travessia de 45 metros de comprimento por seis de largura nunca se tornava realidade.

“Já chegamos a ficar ilhados por uma semana”. A história, quem conta, é o pecuarista Titi Catapani, que comemora que os tempos de isolamento ficaram para trás. “Agora, o (governador) Reinaldo Azambuja deixa esse legado para todos de Costa Rica, com a certeza que não vamos precisar de outra inauguração tão cedo”, diz.

Titi Catapani representou os produtores rurais da região no dia em que a ponte foi entregue pelo Governo do Estado – 23 de junho de 2017. A “festa” de inauguração reuniu pelo menos uma centena de pessoas. Todos estavam lá para ver de perto a obra que custou R$ 1,1 milhão aos cofres estaduais.

“Mudei para essa região em 1973. Aqui tinha uma canoa, que a gente carregava as coisas para o outro lado. Eu juntei um pessoal e a gente tirou a madeira da mata local, trabalhamos um ano aqui para construir a primeira ponte. Arrendei uma serraria e tinha dia que eu ia sozinho para o mato porque os peões não davam conta. Então, ver hoje essa ponte de concreto é mesmo muito gratificante”, relembra o produtor rural Antônio José de Oliveira.

Envolvido pelo entusiasmo, o governador Reinaldo Azambuja mostrou a satisfação em entregar a obra. “Fico muito contente de estar aqui e conhecer de perto todos vocês. Poder realizar o sonho de tantas famílias é uma enorme satisfação para toda nossa equipe. Hoje, entre construídas, em execução e em licitação, temos 90 pontes de concreto espalhadas pelo Estado”, falou o governador.

“Dessas 90 pontes, 31 já entregamos, 21 estão em execução e outras 38 passam por processo de licitação. Vamos totalizar o maior número de pontes de concreto já construídas em Mato Grosso do Sul. Isso significa desenvolvimento, progresso e, principalmente, integração entre nossos municípios”, pontuou o governador.

O total previsto para investimento em pontes de concreto no Estado ultrapassa os R$ 104 milhões. Segundo Reinaldo Azambuja, em dois anos e meio, a atual gestão do Governo do Estado fará mais pontes de concreto do que o total construído nos 40 anos de Mato Grosso do Sul. “Pontes dão alternativas de transporte, produção e desenvolvimento. Significa progresso e integração entre nossos municípios”, declarou.

Regiões

As pontes pensadas pelo Governo do Estado para promover a integração dos municípios vão atender várias regiões do Estado. Na região de Campo Grande será beneficiado o municípios de Dois Irmãos do Buriti. Na Grande Dourados são contemplados Caarapó, Deodápolis, Glória de Dourados, Jateí, Maracaju e Rio Brilhante. No Bolsão são beneficiados Cassilândia, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas e Paranaíba. Na região do Cone Sul, estão relacionados Eldorado, Iguatemi, Japorã, Juti e Naviraí.

Na região do Pantanal, os municípios irmãos Anastácio e Aquidauana são contemplados. Na região Leste as pontes de concreto chegam a Batayporã, Ivinhema e Novo Horizonte do Sul. Já na Norte Camapuã, Costa Rica, Rio Negro e Rio Verde de Mato Grosso são atendidos. Na região Sudoeste são contemplados os municípios de Bela Vista, Bodoquena, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Nioaque. E, na região Sul Fronteira são Amambai, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas e Tacuru.