Policia Militar alerta para golpe do “vigia de rua” em Dourados

Foto tirada por um dos moradores do bairro quando visitado pelos supostos vigias - Divulgação
Foto tirada por um dos moradores do bairro quando visitado pelos supostos vigias – Divulgação

Dois homens, um de 57 e outro de 31 anos, moradores em Dourados, foram presos na noite dessa segunda-feira(21) acusados de usurpação de função pública, onde estariam cobrando uma mensalidade em dinheiro dos moradores do BNH 4º plano de Dourados sob a promessa de realizarem policiamento noturno no bairro.

Conforme boletim de ocorrência, policiais da Agência Local de Inteligência do 3º BPM receberam uma denúncia de que pessoas estariam visitando algumas residências no BNH 4º Plano, oferecendo um “serviço” de policiamento com uma vigia de motocicleta, que passaria em todas as ruas onde as pessoas contratassem o serviço utilizando-se de sinais sonoros (buzina e apito), visando inibir possíveis ações criminosas, cobrando pelo “serviço” a quantia de 30 reais mensalmente por residência.

No período noturno, os acusados foram abordados e questionados sobre o que faziam, relatando que faziam o policiamento de moto no bairro, porém não possuíam nenhuma documentação que regulasse tal prestação de serviço.

Ocorre que o trabalho de policiamento ostensivo é um serviço público realizado pelas Polícias Militares de todo o Brasil, e o referido caso incorre no crime de Usurpação de Função Pública prevista no Art 328 do Código Penal.

A Policia Militar de Dourados pede que a população denuncie esse tipo de prática que é muito perigosa, pois essas pessoas tomam nota de dados pessoais dos moradores do bairro e podem usar essas informações de forma criminosa, além de que não são qualificados e nem tem registro junto a Polícia Federal que é responsável pelo controle e fiscalização desse tipo de prestação de serviço.

Os acusados foram encaminhados a DEPAC de Dourados.