Polícia Civil incinera em Campo Grande aproximadamente 37 toneladas de entorpecentes

A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (PCMS), por meio da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) realizou nessa terça-feira (6.6), a incineração de 36.965.777,81 de entorpecentes apreendidos por todas as delegacias de Polícia de Campo Grande e depositados na especializada.

A incineração, realizada nos fornos de uma cerealista localizada no anel rodoviário de Campo Grande contou com a presença de diversas autoridades entre elas o secretário adjunto de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira; o delegado Geral adjunto, dr° Adriano Garcia Geraldo; o corregedor Geral da Polícia Civil, dr° Matusalem Sotolani; a ouvidora Geral da PCMS, drª Sidnéia Catarina Tobias; a diretora da Academia da Polícia Civil (Acadepol), drª Maria de Lourdes Souza Cano; o diretor do Departamento de Polícia da Capital, dr° Pedro Espíndola; o diretor do Departamento de Recurso de Apoio Policial, dr° Fabiano Ruiz Gastaldi; o diretor do Departamento de Polícia Especializada, dr° Ivan Barreira; além de representantes do Instituto de Medicina Médico Odontológica Legal, Câmara dos Vereadores, Vigilância Sanitária, Coordenadoria de Perícias,Tribunal de Justiça, Ministério Público, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.

Do início do ano, até agora, foram apreendidas em todo o Estado 135 toneladas de drogas. Ano passado foram 296 toneladas.