Iniciativa da Assembleia Legislativa do MS, o seminário sobre a Dengue, Zica e Chikungunya tem início às 7h30 e já conta com mais de 300 inscritos e vinte instituições convidadas.

Deputado Renato Câmara é o propositor do seminário e coordenador da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Tríplice Epidemia. – Foto: Victor Chileno / ALMS

Com o intuito de encontrar medidas para combater o aumento superior a 800% nos casos de dengue em Mato Grosso do Sul, população, governo e instituições se unem nesse sábado (06 de abril), na Câmara Municipal de Dourados, para o seminário “Tríplice Epidemia (Dengue, Chikunguya e Zica): Informações Confiáveis e Perspectivas de Enfrentamento”. O evento, aberto a população, é uma iniciativa da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Tríplice Epidemia, coordenada pelo deputado estadual Renato Câmara (MDB), e já conta com mais de 300 pessoas confirmadas.

Além da Assembleia Legislativa o seminário tem a parceria da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e da Câmara Municipal de Dourados. Com início às 7h30 da manhã, serão apresentados dados sobre as doenças, formas de prevenção, novidades no enfrentamento, entre outros. O deputado Renato Câmara ressalta a importância da população no evento e na divulgação de informações e medidas de prevenção. “Todos devemos fazer nossa parte, o evento tem o objetivo de dissimilar informações técnicas e confiáveis referentes ao controle de vetores em Dourados e no Estado e elaborar um documento colaborativo de ações de enfrentamento à doença”, disse.

Só nos três primeiros meses de 2019 foram registrados mais de 200 casos de Dengue em Dourados, desses, duas mortes. Já no Mato Grosso do Sul, foram confirmados mais de 16 mil novos casos, o que representa um aumento superior a 800%, comparado ao mesmo período no ano passado.

Apoio

O seminário “Tríplice Epidemia (Dengue, Chikunguya e Zica): Informações Confiáveis e Perspectivas de Enfrentamento” tem como apoiadores o IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), o Centro de Controle de Zoonoses de Dourados, a Secretaria Municipal de Saúde, o Sindracse (Sindicato Regional do Agente Comunitário e Agentes de Endemias), UFGD, Uems, Unigran, Seleta, Jornal Diário MS, Grande FM, Dourados News e Progresso Digital.