Betini, pré-candidato ao Senado, com a presidente nacional do PMB, Suêd Haidar Nogueira, na convenção do partido nesta sexta, em Brasília – Foto: Assessoria

O PMB – Partido da Mulher Brasileira de Mato Grosso do Sul, fechou nesta sexta-feira, 03, o encaminhamento das coligações para as eleições 2018. Numa reunião que durou mais de duas horas, o partido confirmou coligação com o PSDB do pré-candidato à reeleição ao governo do estado, Reinaldo Azambuja.

“Fechamos na proporcional, na formação da “chapinha”, onde confirmamos os nomes de cinco pré-candidatos a deputados estaduais, sendo um homem e quatro mulheres”, confirma o presidente da legenda do PMB, Dorival Betini. Neste grupo da “chapinha”, ficaram sete partidos, sendo o PMB, PTB, PPS, Solidariedade, PSL, PSB e PP.

Os articuladores políticos do PMB, dentre eles, Roney Minella, presentes à reunião que costurou as alianças com o PSDB, defenderam a permanência do PMB na chamada “chapinha”, tendo em vista que no “chapão” estarão brigando por votos os pré-candidatos do PSDB e DEM. “Na chapinha garantimos igualdade de condições para a disputa de nossos pré-candidatos a estadual”, observa Roney.

Outra articulação fechada na tarde desta sexta-feira (03), foi em torno das pré-candidaturas a deputados federais. Depois de muitas conversações, visando prestigiar todos os pré-candidatos apresentados à reunião o PMB acatou solicitação proposta pelas lideranças do PSDB e vai participar do “chapão”, onde estarão os pré-candidatos do PSDB e DEM.

“Também garantimos nossa pré-candidatura ao Senado da República. Tudo isso, vamos confirmar oficialmente na convenção do PMB que marcamos para a manhã deste sábado, onde também anunciaremos os nomes de nossos suplentes ao Senado. Posteriormente, estaremos do encerramento da convenção do PSDB”, informou Betini que na manhã desta sexta participou da convenção nacional do partido, em Brasília (DF). A convenção do PMB/MS será realizada neste sábado na sede do partido, em Campo Grande, à rua Rio Grande do Sul, das 9 às 11 horas.

Orteco