PM apreende quase seis toneladas de drogas no 1º semestre na região de Dourados

Apreensões de maconha são 10 vezes maiores que o mesmo período de 2019 – Divulgação/PM

O comando do 3º Batalhão de Polícia Militar de Dourados, através de sua Assessoria de Comunicação, divulgou na manhã dessa sexta-feira (3) resultados no combate ao narcotráfico doméstico e apreensão de drogas que passam pela região de Dourados.

Houve apreensão recorde de drogas no primeiro semestre de 2020.

O atual comandante do 3º Batalhão de Policia Militar de Dourados, Tenente coronel PM Emerso de Almeida Vicente, relatou que pela localização próximo fronteira, os órgãos de segurança pública da cidade de Dourados se tornaram referenciais no combate ao narcotráfico, notoriamente ao tráfico de maconha.

As apreensões durante o semestre somaram 5,7 toneladas de maconha, 290 gramas de cocaína, 410 gramas de pasta base de cocaína, 660 gramas de crack e 60 gramas de haxixe e ainda 2640 pacotes de cigarro produto de contrabando. As apreensões de maconha são 10 vezes maiores as contabilizadas no mesmo período do ano de 2019.

Segundo o comandante as apreensões se devem patrulhamento efetivo e ao trabalho realizado pelas equipes da Agência Local de Inteligência que monitoram grupos criminosos envolvidos no narcotráfico e contrabando na fronteira.

“Os resultados mais efetivos não são os das grandes apreensões de cargas que passam pela região e sim o fechamento de pontos de venda e distribuição de drogas dentro da cidade, pois esse “comercio” acaba alavancando outros crimes como furtos, roubos e também homicídios.” Disse o comandante.

Foram desarticuladas neste período cerca de 20 pontos de venda, distribuição e entrepostos de drogas na região de Dourados e ainda tirados de circulação mais de 30 traficantes.

Os números são bastante importantes e acabam aumentando a sensação de segurança para a comunidade e o comando do 3º BPM visa implementar ainda mais ações preventivas para que tal sensação seja permanente.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui