A produtividade para a próxima safra está estimada em 52,19 sc/ha – Divulgação

Os agricultores de Mato Grosso do Sul plantaram 167,6 mil hectares da safra de soja 2019/2020, segundo dados do Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio (Siga/MS). Essa semeadura representa atraso de 19,5% em relação a safra 218/2019, resultado influenciado pela estiagem que atingiu todo o Estado no mês de setembro e nos primeiros dias de outubro.

O percentual de plantio chegou a 5,3% no dia 11 de outubro, enquanto na mesma data do ano passado, alcançava 24,8%. O presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS), André Dobashi, destaca que apesar do atraso o Estado continua na melhor época para o plantio e ainda não há expectativas de que o atraso prejudique o andamento da safra.

Conforme o boletim técnico publicado nesta terça-feira (15), a região Sul está com o plantio mais avançado, em média 6%, do total previsto, enquanto a região Centro está com 4,2% e a região Norte com 4% de média.

A previsão para a safra 2019/2020 é de aumento de área plantada em aproximadamente 6,18%, chegando a 3,163 milhões de hectares. Além disso há expectativa de crescimento de 12,57% em relação ao volume de produção de grãos (de 8,800 milhões de toneladas na safra 2018/2019 para 9,906 milhões de toneladas na safra 2019/2020). A produtividade para a próxima safra está estimada em 52,19 sc/ha.