A Polícia Federal está nas ruas de Campo Grande para cumprir mandados de busca e apreensão que visa desarmar um grupo de indivíduos de origem indígena que estaria extorquindo moradores da própria comunidade, a Aldeia Água Bonita, próximo ao bairro Nova Lima.

A investigação começou em março de 2016, quando a primeira denúncia chegou à PF. Os policiais realizaram diligências na região e levaram a identificação dos suspeitos.

Operação foi batizada de ‘Águas Turbulentas’, em alusão a atual situação da Aldeia Água Bonita, que enfrenta rixa entre a comunidade.

A PF não informou se houve prisão. Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara Federal de Campo Grande.