Agente retira “joão bobo” com exemplar fisgado, no lago do Parque Antenor – Foto: A. Frota

A Defesa Civil e Guarda Municipal de Dourados flagraram na manhã desta segunda-feira (05), ações de pesca ilegal no lago do Parque Antenor Martins, região oeste da cidade. Os petrechos foram retirados do local e os autores não foram identificados até o final da manhã.

Várias armadilhas de garrafas amarradas com anzóis, conhecidas como “João bobo”, estavam espalhadas pelo lago. A utilização deste meio para pesca é crime.

O coordenador da Defesa Civil, Ademir Martins, destacou que no Parque é permitida apenas a pesca esportiva com varas e em datas estabelecidas conforme cronograma da Funed (Fundação de Esportes de Dourados).

A Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul esclarece por meio da ‘Cartilha do Pescador’, disponível em site institucional, sobre os meios ilegais de pesca, que são: cercado, pari, anzol de galho, boia ou qualquer outro aparelho fixo, do tipo elétrico, sonoro ou luminoso; fisga, gancho ou garateia, arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão, substâncias tóxicas ou explosivas e qualquer outro artefato de malha (rede, tarrafa e outros).

Quem for flagrado na prática de pesca com este tipo de item responde por crime ambiental e está sujeito às penalidades da lei n° 9.605 de 1998.