Parada LGBTQ+ é cancelada e Carnaval 2021 é adiado, anuncia prefeitura de SP

Decisão foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas durante coletiva

Decisão foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas durante coletiva – Foto: EPA

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou nesta sexta-feira (24) que o Carnaval da capital paulista de 2021 foi oficialmente adiado e a parada LGBTQ+ deste ano foi cancelada em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A decisão foi revelada durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes em conjunto com o governador João Doria. Até o momento, não há uma nova data prevista para o Carnaval ser realizado, mas a expectativa é de que aconteça a partir de maio do próximo ano. A medida também é válida para os blocos de rua da cidade.

Segundo Covas, dificilmente a celebração será realizada em junho de 2021, já que é a mesma data dos festivais de São João no Nordeste do país.

“Estamos definindo ou final de maio ou começo de julho. Estamos definindo isso em conversa com outras cidades, para que possa haver um movimento conjunto. Adiamos os preparativos para fevereiro do ano que vem para ter uma segurança. É claro que esta data pode ser revista mais para a frente, como aconteceu com a Parada e a Marcha. Estamos tentando dar a maior previsibilidade possível às pessoas”, explicou o prefeito de SP.

A Parada LGBTQ+, por sua vez, estava prevista para ocorrer presencialmente no dia 14 de junho deste ano na Avenida Paulista, mas foi adiada para 29 de novembro. No entanto, como a data coincide com o segundo turno das eleições municipais, o evento foi cancelado.

No mês passado, os organizadores chegaram a fazer uma parada virtual.

Já a Marcha para Jesus, agendada originalmente para 13 de junho, também foi cancelada. Conforme divulgado por Covas, os organizadores do evento religioso apresentarão nos próximos dias uma nova proposta de formato para este ano.

Da AnsaFlash

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui