Palmeiras anuncia acordo de redução salarial de 25% para julho

Com o calendário ainda indefinido por conta da pandemia de covid-19, o Palmeiras anunciou nesta quarta-feira um acordo de redução salarial para o mês de julho. Nos mesmos moldes do trato anterior, os vencimentos registrados em carteira serão diminuídos em 25%, com postergação para 2021 dos direitos de imagem.

“Essa negociação para estender a redução salarial de 25% por mais um mês, somada a outras medidas adotadas, permitirão a manutenção das decisões tomadas desde o início da crise por mais algum tempo”, declarou o presidente Maurício Galiotte em nota postada no site oficial do Palmeiras.

Assim como nos meses de maio e junho, além dos jogadores, o técnico Vanderlei Luxemburgo, o gerente Cícero Souza e o diretor Anderson Barros também foram enquadrados na medida. De acordo com o Palmeiras, o grupo de atletas prontamente atendeu à solicitação do clube.

“A evolução da crise e seus impactos é que definirão as decisões futuras. Continuamos firmes em nosso propósito de preservar os empregos e a saúde financeira da instituição no curto, médio e longo prazos”, disse Galiotte, que se baseou em estudos técnicos com a área financeira para chegar ao acordo de redução.

O Palmeiras enfim retomou os treinamentos com bola na Academia de Futebol com atividades em dois períodos nesta quarta-feira. No entanto, ainda não há data definida para a volta dos campeonatos, paralisados desde o último mês de março por conta da pandemia de covid-19.

Da Gazeta Esportiva

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui