Eliane Guaraldo durante palestra na EcoDourados, nesta terça-feira - Divulgação
Eliane Guaraldo durante palestra na EcoDourados, nesta terça-feira – Divulgação

Doutora em Estruturas Ambientais Urbanas, a presidente da Regional Centro-Oeste da SBAU (Sociedade Brasileira de Arborização Urbana) e professora associada na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, Eliane Guaraldo, destacou terça-feira (3) à noite, em Dourados, o perfil da cidade em termos de programas de arborização.

“Dourados tem sido mostrada, inclusive, em congressos de participação de autoridades mundiais, como uma cidade que possui arborização homogeneamente muito mais generosa em relação a muitos locais de Mato Grosso do Sul e do Brasil”, disse a convidada do Imam (Instituto municipal do Meio Ambiente) para proferir a palestra ‘Espaços verdes urbanos: desafios e perspectivas’ durante a programação da XVII Semana do Meio Ambiente e XX EcoDourados.

Eliane também atuou como mediadora da Mesa Redonda organizada pelo Imam, com o mesmo tema, onde participaram como debatedores o agrônomo Mario Cesar Tompes da Silva, Sandro Menezes Silva, o promotor público do Meio Ambiente Amilcar Araújo Carneiro Júnior e o diretor do Instituto, Fábio Luís da Silva.

De acordo com a representante da SBAU, os números definidos como ideais, segundo o IAV (Índice de Áreas Verdes), de 12 metros quadrados por habitante, “é uma lenda que não se sustenta nem como conceito e muito menos ambientalmente”. Por isso, ela prefere trabalhar com a tese do benefício urbanístico, onde cada morador das cidades precisa de 20 minutos para se chegar a uma área verde. “Em Dourados, vocês tem essa realidade imperativa”, afirmou.

A programação da Semana do Meio Ambiente/Eco Dourados foi encerrada nesta quarta-feira (4) com minicursos e a Audiência Pública ‘Plano Municipal de Arborização’ na Câmara de Vereadores.