Atividade visa estreitar ainda mais a relação entre pais e filhos e também entre a família e a escola – Divulgação

Para desmistificar a disciplina e mostrar sua evolução e aplicação ao longo da história da humanidade, os pais e os alunos do 6º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Três Lagoas participaram, juntos, de uma aula prática sobre Matemática. A atividade também serviu para apresentar a relação entre a Matemática e a alimentação saudável, contribuindo para estreitar ainda mais a relação entre pais e filhos e também entre a família e a escola.

A partir de um planejamento feito em conjunto com a coordenação pedagógica, o professor José Paulo Rodrigues da Silveira, que leciona a disciplina de Matemática, ministrou a aula prática com o intuito de desmistificar a ideia de que a matéria é uma ciência difícil. Os estudantes foram colocados em círculo, juntamente com seus responsáveis e foi feita uma discussão sobre as imagens apresentadas pelo professor.

Posteriormente, foi discutido sobre a importância de uma alimentação saudável e da prática de exercícios. “O objetivo foi que os estudantes comentassem cada imagem de acordo com a bagagem de conhecimentos que eles já carregavam”, disse o professor, que apresentou como se calcula o Índice de Massa Corpórea e os pais foram convidados a auxiliar na medição de massa e altura dos filhos.

José Paulo Rodrigues da Silveira comenta que, quando mostrou que a Matemática é essencial para o dia o dia, os pais e os alunos passaram a vê-la como amiga e, consequentemente, notou-se que foi despertado o espírito da curiosidade. “Essa aula prática foi muito rica e eles ficaram contagiantes. Foi emocionante ver a participação conjunta dos estudantes e dos pais”, afirmou.

Os estudantes também deixaram os seus depoimentos sobre a satisfação desse esse projeto. “A aula com os pais foi bem dinâmica e divertida. Vimos um vídeo que mostrava que a Matemática está em todos os lugares. O professor também mostrou slides que mostrava descobertas matemáticas que foram feitas há mais de dois mil anos. Em seguida, calculamos o IMC com a ajuda dos pais e do professor. Terminamos a aula com uma foto em grupo. Adorei”, comentou a aluna Vitória da Silva.