Correspondência continha um sistema de baterias e pólvora – Foto: ANSA

As autoridades italianas interceptaram um pacote-bomba que estava endereçado à sede Ministério do Interior, em Roma.

A correspondência foi interceptada no escritório de triagem dos serviços postais da Itália localizado na via Ostiense, na capital do país, no fim de outubro, mas a notícia só foi divulgada nesta quinta-feira (5).

De acordo com fontes policiais, a bomba era verdadeira e tinha capacidade de provocar uma explosão. O pacote continha um sistema de baterias ligado a um recipiente com pólvora e estava endereçado genericamente ao “Ministério do Interior”, sem o nome de um destinatário. As autoridades estão investigando o caso. (Da AnsaFlash)

Prefeitura de Maracaju_Combate à dengue