Olavo Sul cobra medidas urgentes em relação a vias de Dourados

Olavo Sul na ultima segunda-feira no Jardim Caiman – Foto: Assessoria

O vereador Olavo Sul (Patriota) está percorrendo os bairros de Dourados, fiscalizando as vias. Ele apontou que muitas ruas estão em situação de emergência, pois não possuem asfalto e estão com muito buracos, o que prejudica os moradores da região.

Olavo recebeu inúmeras solicitações de diversos bairros, como o Jardim Guaicurus, onde o vereador já presenciou de perto a situação em dias de chuvas, sitiocas Campinas Verde, Ouro Fino, Campo Belo, Jardim Caiman, Jequitibás, além de outros bairros, distritos e aldeias.

Nesta segunda-feira (16), o vereador esteve no Jardim Caiman, acompanhando a situação crítica que os moradores estão passando, principalmente em dias de chuva. No bairro há duas entradas, sendo que uma delas, a “oficial”,  está em estado crítico e a outra está praticamente intransitável, já que está cheia de buracos e quando chove vira um lamaçal.

“Vim aqui conferir de perto a dificuldade dos moradores que convivem com isso no dia a dia. Infelizmente as obras que eram para acontecer aqui, não aconteceram e a população que sofre. Com isso, tenho recebido fotos e reclamações de várias situações, hoje mesmo recebi foto dos moradores da Sitioca Campo Belo, mostrando a situação que se encontram as ruas”, disse o vereador.

O vereador comentou ainda a situação que se encontra alguns bairros da cidade que tem visitado. “Infelizmente alguns como as sitiocas não bastasse o lamaçal e a buraqueira, os moradores sofrem com a falta de iluminação, e tem me cobrado, temos feito indicações, ofícios e conversado com secretários, lembrando sempre que a população tem reclamado por pagar os impostos como por exemplo o IPTU, taxa de iluminação e não tem recebido o atendimento necessário por parte da administração pública”, comentou Olavo.

Diante da situação crítica que os moradores dos bairros, distritos e aldeias estão passando, Olavo fez um apelo para a prefeitura e disse que vai continuar nessa luta.

“No dia 19 de dezembro começa o recesso e a Câmara de Vereadores volta suas atividades só em fevereiro, mas eu não vou ficar esperando, porque a situação do povo é essa. A população já está indo e vindo do trabalho com dificuldades e agora com esse período de chuvas piorou ainda mais. Não podemos esperar! Fica aqui nosso apelo, vamos continuar nessa luta, cobrando. É isso que vou continuar fazendo, a minha parte”, finalizou o vereador.