Doença contaminou mais 1,4 mil pessoas, um total de quase 6 mil – Foto: EPA

Um novo balanço confirmou que o número de mortos pelo coronavirus 2019-nCoV na China subiu para 132, informou a agência estatal CGTN na noite desta terça-feira (28).

De acordo com os dados, somente a província de Hubei, onde está localizada a cidade de Wuhan, considerada o epicentro da doença, registrou 125 vítimas. Além disso, o número de infectados aumentou mais 1.401, totalizando 5.997 pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos do novo coronavírus já ultrapassaram os do surto de Sars-Cov, em 2002-2003, nas primeiras semanas da epidemia. Ontem(28), os Emirados Árabes Unidos anunciaram seu primeiro caso. Já Hong Kong informou que suspenderá os trens de longa distância para a China continental.

O governo dos Estados Unidos, por sua vez, passou a rastrear as chegadas do país asiático em 20 aeroportos. A United Airlines, inclusive, decidiu suspender voos entre os EUA e a China como medida preventiva contra a disseminação do coronavírus.

Atualmente, esta é a medida mais drástica adotada por uma companhia aérea americana desde que o vírus começou a se espalhar pelas fronteiras chinesas. As outras grandes aéreas americanas, incluindo Delta e American Airlines, até agora se limitaram a oferecer a seus passageiros a oportunidade de trocar suas passagens gratuitamente.

A epidemia também provocou o fechamento de empresas como as redes Mc’Donalds e Starbucks, que encerrou as operações em mais da metade de suas 4100 lojas no país asiático.

Brasil

Nesta terça-feira (28), o Ministério da Saúde informou que investiga três suspeitas de coronavirus no Brasil, sendo um em Belo Horizonte (MG), uma em Porto Alegre (RS) e outro em Curitiba (PR). Até o momento, não há confirmação de casos no país. No entanto, o governo elevou a classificação de risco para o nível 2, que significa “perigo iminente”, além de pedir para a população evitar viagens para o território chinês. Já a menina brasileira de 10 anos que estava isolada nas Filipinas realizou exames para confirmar a infecção. Conforme o embaixador do Brasil no país, Rodrigo do Amaral Souza, citado pelo Hora 1, o resultado deu negativo.

Da AnsaFlash

Assembleia_Mais ALEMS