1º Workshop Internacional de Inovação em Biomassa começou nesta quarta-feira no ISI Biomassa, em Três Lagoas – Assessoria

Na cerimônia de abertura do 1º Workshop Internacional de Inovação em Biomassa, que começou nesta quarta-feira (14/03) e prossegue nesta quinta-feira (15/03), no ISI Biomassa (Instituto Senai de Inovação em Biomassa), em Três Lagoas (MS), o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, fez uma radiografia da economia e da geografia de Mato Grosso do Sul e apresentou a estrutura da instituição voltada para o desenvolvimento estadual e nacional.

“A economia do nosso Estado está baseada na agropecuária, que obteve forte crescimento econômico com a produção de commodities para a exportação na década de 90, e, por isso, a produção industrial está conectada à força do agronegócio”, detalhou Jesner Escandolhero a uma plateia formada por especialistas em biomassa com renome nacional e internacional, bem como empresários e comunidade acadêmica.

Ele completou que Mato Grosso do Sul é o 5º Estado mais competitivo do Brasil e o 2º com a menor taxa de desocupação. “Com um montante de US$ 3,7 bilhões em exportações no ano passado, dos quais 64% correspondem a produtos industrializados, o Estado tem como principais compradores da sua produção a China, Argentina, Itália, Hong Kong, Holanda, Japão, Estados Unidos, Irá, Rússia e Egito”, informou.

O diretor-regional do Senai ainda acrescenta que o Estado tem um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 83 bilhões e ocupa a 16ª posição no Brasil, participando com 1,39% do PIB nacional e 8º lugar no PIB per capita com R$ 31,3 mil, conforme dados de 2015. “Projeções do Radar Industrial da Fiems estimam que o PIB Industrial deve alcançar a casa de R$ 17,3 bilhões em 2016, R$ 18,3 bilhões neste ano e R$ 19,4 bilhões no próximo ano, demonstrando a força do setor na última década no Estado”, pontuou.

Sobre a estrutura do Senai no Estado, Jesner Escandolhero informou que a instituição está presente em 11 municípios: Campo Grande, Aparecida do Taboado, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí, Três Lagoas, Rio Verde, Nova Andradina, Sidrolândia e Sonora. “Contamos ainda com 13 unidades móveis, 100 salas de aula móveis e três complexos laboratoriais de alta tecnologia. As nossas linhas de atuação são educação profissional, serviços tecnológicos e inovação, sendo que temos o único instituto de inovação em biomassa do Senai no País”, ressaltou.

Já o 1º vice-presidente regional da Fiems, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, que também participou da cerimônia de abertura do 1º Workshop Internacional de Inovação em Biomassa, reforçou a expectativa gerada pelo evento. “Isso é muito importante para nós, principalmente, para quem pensou nesse Instituto como uma potência para o Estado. No momento em que temos definida essa necessidade de inovações tecnológicas por meio da utilização de fontes alternativas como a biomassa, eu, como empresário, sei da necessidade de acompanhar essa revolução que acontece no mundo dos negócios, ou se acompanha ou está fora. E o Senai vem para nos atender e permitir que possamos acompanhar esse desenvolvimento”, falou.

Na avaliação da diretora do ISI Biomassa, Carolina Andrade, o sucesso do conceito do workshop internacional depende da abordagem interdisciplinar do evento, integrando o know-how de reconhecidos biólogos, bioquímicos, químicos, engenheiros e empreendedores da academia e da indústria.  “O evento deve fortalecer a marca e imagem do Senai como referência em pesquisas de ponta aplicadas à biomassa, com a participação de convidados da comunidade científica envolvida em inovação de interesse da indústria, diretores e gerentes da indústria e possível negociação de potenciais projetos diretamente com as empresas presentes”, comentou.

Confira abaixo a programação:

Quinta-feira (15/03)

07h30 – Visita guiada

09h – Professor Florent Allais, Ph.D. – Industrial Agro-Biotechnologies (ABI) France – “Estratégias de valorização da Biomassa na Chaire A.B.I.: combinando biotecnologia branca, química verde e engenharia de processamento”

09h30 – Professor-doutor Nei Pereira Júnior – UFRJ – “Conversão de biomassa lignocelulósica: a plataforma bioquímica da biorefinaria”

10h – Thiago Falda Leite – Diretor Técnico ABBI – “A Indústria da Biotecnologia como um vetor para a 4ª Revolução Industrial”

10h30 – Marcelo Prim – Gerente Executivo Senai e Carlos Eduardo Pereira – Diretor de Operações Embrapii – “Fomento de Projetos de Inovação: Parceria Embrapii e Senai”

11h15 – Jesner Escandolhero – Diretor Senai/MS – Encerramento do evento com o oferecimento de brunch aos convidados

Serviço – Mais informações pelo hotsite http://cursos.senai.ms/workshopbiomass