Crime foi em um assentamento indígena localizado às margens da BR-163 – Foto: Sidnei Bronka

Um homem de 29 anos, Valdeir Barbosa, morreu na manhã deste domingo (23) em Dourados, depois de ser agredido por sua própria mulher com uma facada no peito. Roseli, de 37 anos, foi presa e confessou à polícia que matou o marido. O casal é morador de um assentamento indígena localizado às margens da BR-163.

Segundo o Site Ligado na Notícia, eles tomavam bebida alcoólica com outras pessoas. A mulher disse que Valdeir passou a ficar agressivo e queria a obrigar manter relações sexuais por trás.

Diante da negativa, da forma e da insistência como exigia o companheiro, Roseli contou que se apossou de uma faca e para se defender o golpeou no peito. Ela contou para a polícia que o marido queria fazer amor por trás.

A mulher disse ainda que acreditava que a perfuração teria sido superficial e foi deitar-se numa rede. Já por volta das 16h, um outro morador do assentamento foi até o local e constatou que Valdeir estava sem vida. A Polícia Civil foi chamada e prendeu a mulher.

Assembleia_Mais ALEMS