MS tem o maior número de empresas abertas no primeiro semestre em sete anos

O número de empresas abertas em Mato Groso do Sul no primeiro semestre de 2020 é o maior dos últimos sete anos. De janeiro a junho deste ano foram registradas 3.526 aberturas de novos empreendimentos pela Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul).

De acordo com o órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), em junho de 2020 foram abertas 620 empresas em Mato Grosso do Sul, resultado 20% maior em relação às 517 empresas registradas no mesmo período de 2019. Esse desempenho no mês de junho também representa o melhor resultado para o mês dos últimos sete anos. Entre os setores da economia, o maior número de abertura de empresas no mês de junho foi o de Serviços (389), seguido pelo Comércio (206) e Indústria (25).

De acordo com os dados da Jucems, a partir de abril deste ano foi sentido o impacto das medidas de combate à pandemia do novo coronavirus na abertura de empresas em Mato Grosso do Sul. Naquele mês houve um desempenho 25% nas aberturas de empresas em relação ao mesmo período de 2019. Em maio de 2020, o resultado foi 14,31% menor na comparação com o mês do ano anterior. Já em junho, o número foi superior em 20% em relação a junho de 2019, sinalizando retomada na abertura de empresas no Estado.

“O bom desempenho na abertura de novas empresas no primeiro semestre de 2020 em Mato Grosso do Sul, em especial no mês de junho, é um indicador que nos sinaliza a movimentação e a retomada de curto prazo da economia em alguns setores. Essa é uma notícia positiva para o Estado. A retomada que estamos observando permite a abertura de novas empresas, mas não podemos menosprezar o quanto a pandemia tem impactado a economia como um todo”, avalia o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

O secretário Jaime Verruck ressalta que “com a modernização nos serviços da Junta Comercial e na legislação, o tempo médio para abrir uma empresa em Mato Grosso do Sul hoje é de pouco mais de 2 dias, segundo levantamento do governo federal. Nós fizemos esse prazo cair de 37 dias, para pouco mais de dois dias”. De acordo com dados do Mapa de Empresas, ferramenta do Ministério da Economia, o tempo médio para abertura de empresas em Mato Grosso do Sul no mês de maio de 2020 foi de 2 dias e 15h, enquanto que a média nacional foi de 4 dias e 8h no mesmo período.

“Esse tempo médio de abertura considera o cumprimento da etapa da viabilidade (em que o município e a Junta Comercial, respectivamente, confirmam a possibilidade de a empresa se estabelecer no endereço indicado e usar o nome empresarial escolhido) e da etapa do registro (em que a Junta Comercial arquiva os documentos de constituição da empresa e lhe fornece o número do CNPJ gerado pela Receita Federal)”, informa Augusto de Castro, diretor-presidente da Jucems.

Lei de Liberdade Econômica 

No primeiro semestre de 2020, um total de 1.978 empresas foram fechadas em Mato Grosso do Sul, representando aumento de 52,98% (685 empresas), em comparação com o primeiro semestre de 2019, que teve um total de 1.293 empresas fechadas.

“O número de fechamentos é alavancado por dois principais fatores: o atual cenário de retração econômica em decorrência das medidas restritivas causadas pela pandemia do Covid-19 e a extinção da cobrança da taxa pelas juntas comerciais brasileiras para fechamento de empresas, determinada pela Lei da Liberdade Econômica – Lei 13.874 de 20/09/2019”, finaliza Augusto de Castro, diretor-presidente da Jucems.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui