Compromisso reafirmado no dia 25 de junho ficará vigente pelos próximos 24 meses

Convênio é para a entrega de até 40 parquinhos nas regiões de maior risco social em Campo Grande – Divulgação

O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul (MPT-MS) celebrou, nessa terça-feira (25), um novo convênio que assegura continuidade à instalação de playgrounds em bairros periféricos de Campo Grande.

O compromisso, reafirmado com o Município, o Tribunal Regional do Trabalho e a Associação de Pais e Amigos do Autista, ficará vigente pelos próximos 24 meses e simboliza um desdobramento de parceria assinada em julho do ano passado para a entrega de até 40 parquinhos nas regiões de maior risco social da capital de Mato Grosso do Sul.

Desde o início da cooperação, cinco espaços de lazer já foram instalados nos bairros Vida Nova III, Vila Moreninha III, Bom Retiro, Portal Caiobá e Jardim São Conrado, como alternativa para afastar crianças e adolescentes – principalmente autistas – do trabalho infantil e da marginalização.

Os playgrounds possuem três tipos de módulo, sendo construídos conforme a área disponível em cada praça. O módulo 1 tem seis brinquedos em 128 m²; o módulo 2 tem 12 brinquedos em 168 m², e o módulo 3 tem 22 brinquedos em 233 m². Eles dispõem de balanços, escada de corda, gangorras, escorregador, casinha de boneca – tudo fabricado com eucalipto tratado –, são cercados e contam com monitoramento por câmeras de segurança. Custam entre R$ 30 e R$ 70 mil.

Os valores utilizados na implantação dos parquinhos são oriundos de empresas condenadas pelo descumprimento do arcabouço jurídico trabalhista ou que tenham desrespeitado obrigações firmadas em termo de ajustamento de conduta com o MPT-MS.