MPF atua para garantir a vacinação para indígenas urbanos e não aldeados de MS

União e prefeitos recomendados têm 48 horas para responder se adotam as medidas

De acordo com a Recomendação nº 01/2021, a União, por meio da Secretaria Especial de Atenção à Saúde Indígena e do DSEI-MS, deve promover o cadastramento de todos os indígenas que moram em áreas urbanas de municípios abrangidos pela recomendação, para que sejam incluídos também no planejamento da vacinação.

União e municípios devem promover campanhas de conscientização com os indígenas, visando a vacinação do grupo prioritário. Além disso, enquanto durar a campanha de vacinação contra a covid-19, deve ser reservada aos povos indígenas a quantidade de vacinas necessárias.

O estado de Mato Grosso do Sul já recebeu dois lotes de vacinas para distribuição entre os municípios, no total de 180 mil doses, para que seja executada a primeira fase da campanha de vacinação.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.