Morre jurista Hélio Bicudo, autor do impeachment de Dilma

Em 2015, ele escreveu o pedido que embasou a queda da presidente

Bicudo, que tinha 96 anos, deixa sete filhos – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Morreu nesta terça-feira (31), em São Paulo, o jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (2011-2016). Bicudo tinha 96 anos e passava por problemas cardíacos. A família ainda não decidiu detalhes sobre o velório.

Em 2015, o jurista escreveu junto com os advogados Miguel Reale Jr. e Janaína Paschoal a peça processual que embasou o impeachment de Dilma, ocorrido no ano seguinte. Bicudo foi um dos fundadores do PT e era defensor dos direitos humanos, com destaque para sua atuação como promotor de Justiça na condenação de membros do chamado Esquadrão da Morte, organização paramilitar que tinha como objetivo matar criminosos tidos como perigosos para a sociedade em São Paulo.

Bicudo foi procurador de Justiça do Estado de São Paulo e chegou a ocupar interinamente o ministério da Fazenda no governo de João Goulart, em 1963, além de ter sido vice-prefeito da capital paulista na gestão de Marta Suplicy (2001-2004). Ele tinha sete filhos, além de netos e bisnetos.

Da AnsaFlash