Ministro assina nesta terça-feira convênio para revitalização do Aeroporto de Dourados

Deputado Geraldo Resende discute com o ministro dos Transportes Maurício Quintela, revitalização do aeroporto de Dourados - Divulgação
Deputado Geraldo Resende discute com o ministro dos Transportes Maurício Quintela, revitalização do aeroporto de Dourados – Divulgação

Investimento global será de mais de R$ 65 milhões; deste total, R$ 6 milhões já foram empenhados em favor do Exército Brasileiro, que vai executar a maior parte das obras

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela, assina, nesta terça-feira (19) em Brasília, o Termo de Execução Descentralizada (TED) para a realização de investimentos no Aeroporto Municipal de Dourados. As obras serão realizadas pelo Exército Brasileiro. A assinatura acontece um dia antes do município completar 82 anos de emancipação. A cerimônia de assinatura será acompanhada pelo deputado Geraldo Resende (PSDB), que trabalhou para viabilizar a ação.

Essa é a segunda maior obra do Programa Federal de Auxílio aos Aeroportos (PROFAA), ficando atrás apenas das intervenções na cidade paranaense de Maringá. Os investimentos no Aeroporto de Dourados vão superar os R$ 65 milhões.

“Esta notícia é extremamente alvissareira, pois coloca o município de Dourados em outro patamar. Somos uma cidade que atrai centenas de estudantes de todo o país todos os anos, temos uma produção agropecuária importante para o PIB rural brasileiro, diversas plantas industriais sendo implantadas na região e agora teremos um aeroporto à altura da nossa população e da nossa classe produtiva”, afirma Geraldo Resende.

Do investimento global de mais de R$ 65 milhões, R$ 6 milhões já foram empenhados em favor do Exército Brasileiro para as obras. A proposta de execução do projeto pelo Exército Brasileiro foi a saída encontrada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) após a Prefeitura de Dourados e o Governo do Estado optarem por essa alternativa.

A assinatura do Termo de Execução Descentralizada é o processo autorizativo para o início da edificação. “A ampliação e modernização do aeroporto de Dourados é uma luta que amplos setores da sociedade douradense vêm defendendo há quase sete anos”, explica Geraldo Resende.

A ampliação do aeroporto douradense demandará recursos de R$ 49 milhões para obras de infraestrutura sob responsabilidade do Exército Brasileiro, por meio de convênio TED e mais R$ 16 milhões para a Prefeitura de Dourados construir o terminal modelo III, ou seja, o maior previsto no programa, com 2.600 metros quadrados.

O projeto

O projeto de ampliação do aeroporto de Dourados prevê um terminal de passageiros com 1.215 metros quadrados, no pátio de aeronaves, possibilitando um maior número de voos para o município. Outra parte do projeto prevê o prolongamento da pista por mais 175 metros, já que atualmente ela é de 1.950 metros, como também o alargamento para 45 metros.

Atualmente os equipamentos atuais do aeroporto de Dourados não permitem pousos e decolagens na chuva e em outras situações de mal tempo. Os investimentos permitirão o uso do aeroporto em situações mais adversas de clima e o pouso dos aviões Boeing 737-800.

“Ampliar o aeroporto é uma demanda antiga de toda a Região da Grande Dourados, uma região com 38 municípios, mais 800 mil habitantes, uma localidade extremamente produtiva e um polo com diversas universidades públicas e particulares”, conclui Geraldo Resende.