A equipe pedagógica da Escola do Sesi de Campo Grande passou, nesta segunda-feira (04/11), por uma capacitação da Microsoft, empresa norte-americana que atua no desenvolvimento de diversas tecnologias e, desde o ano passado, tem atuado em parceria com a Rede de Escolas do Sesi de Mato Grosso do Sul para inovar as metodologias educacionais.

O treinamento abordou os aplicativos do pacote Office 365 e Minecraft: Education Edition, o que vai permitir com que os professores utilizem as ferramentas em sala de aula como uma grande aliada no aprendizado. O Minecraft proporciona a realização de aulas inovadoras e o jogo coloca o aluno como protagonista de seu próprio aprendizado, com liberdade de exploração e criação.

Com o auxílio e orientação dos professores, as atividades definidas são realizadas por toda a turma, que trabalha para resolver os problemas propostos pelo professor. O diretor da Escola do Sesi de Campo Grande, Murilo Augusto de Oliveira Junior, ressalta que a instituição iniciou um trabalha de “gameficação” como um processo pedagógico.

“É uma forma de tornar os conteúdos mais atraentes. O Minecraft é um dessas gamificações, que eu acredito que mais põe um aluno no papel de protagonista. Como a gente está vendo na capacitação dos professores, eles conseguem construir o mundo partindo do nada para construção do mundo virtual”, pontuou Murilo de Oliveira.

Nesta primeira etapa, foram capacitados professores de geografia, matemática, inglês e língua portuguesa, que serão os multiplicadores para os demais professores da unidade de ensino de Campo Grande. Supervisionado pela embaixadora da Microsoft na Capital, Dani Navarro, o próximo treinamento será realizado no mês de dezembro.

Nesta terça-feira (05/11), será a vez da equipe pedagógica da Escola do Sesi de Três Lagoas passar pela formação e, em seguida, será a unidade de Aparecida do Taboado, sendo que esse mesmo treinamento já foi realizado com docentes das escolas do Sesi em Corumbá, Dourados, Maracaju e Naviraí.

Para o assessor de tecnologias educacionais Fabio Rodrigo de Sousa, a utilização das ferramentas Microsoft é a possibilidade de aprendizado multidisciplinar com o uso de tecnologia. “Além de trabalharem de forma colaborativa, as plataformas abrem um leque de oportunidades para os professores trabalharem o conteúdo com os alunos”, disse.

Ao ministrar as formações nas escolas do Sesi no Estado, o analista pedagógico Hélio Vieira dos Santos, que trabalha para a Big Braian Education, parceria Microsoft, destaca que o Minecraft é uma ferramenta de colaboração para a aprendizagem em sala de aula. “É trabalhada a parte cognitiva, em todas áreas do conhecimento, além de as habilidades, como pensamento computacional e pensamento crítico, resolução de problemas, em um viés da metodologia ativa. Para inspirar os alunos e empoderar o professor do Sesi com mais ferramentas para que as aulas aconteçam de uma maneira diferenciada e, que realmente, seja mais atraente para o aluno”, afirmou.

Para os professores, a capacitação proporciona a junção de tecnologia e ensino, contribuindo para tornar o aprendizado mais intuitivo e estimulante. “Tem sido muito produtivo porque irá enriquecer o conteúdo despertando a vontade e o ânimo de aprender já que os alunos irão relacionar a teoria com a prática através dos jogos”, disse a professora Renata Aparecida Zandomenighi, que leciona a disciplina de Matemática.

O diretor Murilo de Oliveira conclui que, a partir do ano que vem, os estudantes do Sesi terão mais esse diferencial na formação educacional. “O aluno vai aprender brincando mais ainda no Sesi. Ele conseguirá colocar em prática e testar as hipóteses dele desse mundo, garantindo sua segurança por construir essas hipóteses no mundo virtual”, declarou.