Professores altamente qualificados e estrutura de ponta tornaram o curso de Direito da UNIGRAN um dos melhores do Brasil, segundo o MEC – Divulgação/Unigran

Nos últimos anos, especialistas da área da Educação têm apontado a necessidade da universidade brasileira se reinventar, mudando principalmente o método de ensino executado, sob o risco da extinção de alguns cursos superiores.

Um dos 30 cursos que devem passar por transformações é o curso de Direito, um dos mais tradicionais do país, que inclusive já foi alvo de decisões do Conselho Nacional do Ministério da Educação – MEC, que implantou recentemente um novo marco regulatório para o ensino jurídico, quando em dezembro do ano passado foi publicada a Resolução nº 05/2018 que instituiu novas diretrizes curriculares nacionais para a formação superior.

Com isso, todas as faculdades de Direito deverão observar as novas disposições e não mais a Resolução nº 09/2004, que foi revogada.

Entre as mudanças, a nova legislação faz uma releitura dos oito requisitos essenciais já previstos na resolução revogada e é mais rigorosa quanto à necessidade do preparo mais denso do universitário do curso de ciências jurídicas, devendo as instituições de ensino superior em Direito obrigatoriamente capacitar os alunos para 14 novas competências.

Ainda, houve o acréscimo de três novos conhecimentos na área essencial do curso: Teoria Geral do Direito, Direito Previdenciário e Mediação, Conciliação e Arbitragem.

Dessa forma, acredita-se que o ensino superior brasileiro caminha para sair do formato de uma universidade tradicional, estruturada em blocos rígidos de disciplinas que produzem conhecimentos específicos para uma profissão, e chegar ao modelo de uma universidade que ofereça o desenvolvimento pleno para a vida dos alunos.

Embora as Instituições de Ensino Superior – IES – do Brasil tenham o prazo de dois anos para se adequarem às novas diretrizes nacionais, a alta qualificação do corpo docente do curso de Direito da UNIGRAN, que busca constante aprimoramento para manter e melhorar os índices de qualidade atingidos, já garantiu ao curso o cumprimento das novas determinações do MEC.

“O ensino do Direito no Brasil continua o mesmo de 300 anos atrás, mantendo a figura do professor como central no processo de ensino-aprendizagem, tornando-o então, a principal fonte de conhecimento. As discussões e mudanças recentes objetivam mudar exatamente isso, tornando o professor um mediador entre o conhecimento teórico e a aplicação prática, caracterizando-o como um facilitador do processo de aprendizagem e tornando o acadêmico o protagonista de sua própria formação”, explicou o professor Joe Graeff Filho, coordenador do curso de Direito da UNIGRAN.

Joe explicou também que, antes mesmo da nova resolução, os professores já haviam identificado a necessidade de aplicar mais inovação teórica no curso da Instituição, para isso, foram inseridas novas tecnologias e metodologias ativas, oportunizando aos alunos maior acesso à informação, garantindo o acompanhamento das mudanças legislativas, que acontecem de forma acelerada.

Direito na UNIGRAN

Com 43 anos de existência e contando com egressos desembargadores, juízes, promotores, procuradores e profissionais em outras posições de destaque na área jurídica, o curso de Direito da UNIGRAN é um dos melhores do Brasil, sendo, portanto, a melhor escolha para quem pretende estar entre os melhores profissionais do Direito atuando no mercado de trabalho.

O curso de Direito da UNIGRAN forma bacharéis em Ciências Jurídicas, que podem atuar em todas as dimensões da área – carreira jurídica, advogando e podendo prestar concursos para juiz, promotor, delegado de polícia, entre outros.

Os estudantes da UNIGRAN têm contato com a prática da profissão em três etapas. Duas delas são feitas em sala de aula e no Laboratório Jurídico, constituído na forma de cartório simulado, propiciando aos alunos um primeiro contato com regras práticas do dia a dia da vida Forense, e a terceira no Núcleo de Prática e Assistência Jurídica (NPAJ), que é espaço destinado para vivência profissional, supervisionada por especialistas.

Com duração de dez semestres, o curso é oferecido nos períodos matutino e noturno. Para mais informações basta clicar no link www.unigran.br/curso/2. Para ingresso em 2019, a UNIGRAN oferece vagas por meio do Vestibular que pode ser agendado no site www.vestibularunigran.com.br, ou ainda com a nota do Enem ou como portador de diploma. Mais informações pelos telefones (67) 3411 4133 ou no (67) 99222-5948 (WhatsApp).