Meio-irmão de líder da Coreia do Norte era informante da CIA, diz jornal

Revelação sobre Kim Jong Nam foi feita pelo Wall Street Journal

Kim Jong Nam seria informante da CIA – Foto: ANSA

Meio-irmão do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Nam, assassinado em fevereiro de 2017 no aeroporto de Kuala Lumpur, era um informante da CIA, relevou hoje (11) o jornal “The Wall Street Journal”, citando fontes norte-americanas. “Havia um nexo entre ele e a CIA”, disse a fonte ouvida pelo diário, a qual ressaltou que Kim Jong Nam se reuniu várias vezes com funcionários da agência de inteligência dos Estados Unidos. “[Mas] Várias ex-autoridades dos EUA disseram que o meio-irmão, que vivia fora da Coreia do Norte há vários anos e não tinha nenhuma base de poder conhecida em Pyongyang, provavelmente não era capaz de fornecer detalhes sobre os mecanismos internos do país sigiloso”, ressaltou o jornal.

Kim Jong Nam, filho mais velho de Kim Jong-il, é meio-irmão de Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte. Ele foi assassinado na Malásia, em um ataque com a substância neurotóxica VX, em 13 de fevereiro de 2017, em um crime que chamou a atenção do mundo todo. O papel de Kim Jong Nam como informante da CIA é mencionado em um novo livro a respeito de Kim Jong Un, “The Great Successor”, da repórter Anna Fifield, do jornal “Washington Post”, que será lançado nesta terça-feira.

Da AnsaFlash