Considerado um dos mais fortes e qualificados do Brasil, o elenco do Palmeiras ainda não está fechado para o restante da temporada. E isso se deve a política do clube de se interessar “por qualquer grande jogador” disposto a vestir a camisa do clube. Dessa vez, o nome que ronda os bastidores do Palestra Itália é o de Alexandre Pato, que não foi descartado pelo diretor de futebol Alexandre Mattos.

De acordo com o dirigente, que desconversou em um primeiro momento, o atual campeão brasileiro e dono da segunda melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista está em standy by, termo em inglês utilizado para dizer que se está apenas observando e aguardando. As condições de uma suposta negociação são colocadas ainda como empecilhos para a concretização do negócio.

“Falar em interesse ou não é difícil, porque as coisas mudam tanto no futebol. Qualquer grande jogador interessa ao Palmeiras, mas temos de entender o momento para ver se encaixa, a questão financeira, técnica, quantos já tem na posição. Não temos nada a dizer, nem que sim, nem que não. Estamos de stand by“, disse Mattos em entrevista concedida ao Esporte Interativo.

“A liberdade que todos dizem dá a sensação de que chama, paga o salário e vai. Os agentes hoje em dia são profissionais, sabem que a presença do Pato no Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Internacional, no Corinthians significa um retorno financeiro na frente, porque ele é jovem, pode ser vendido no futuro. Isto tem um preço. Sinceramente, não sei as condições financeiras, não sei o interesse dele, sei que estamos satisfeitos com o que temos. Aguardamos para saber o que vai acontecer de futuro”, completou.

A situação de Alexandre Pato, aliás, segue indefinida. Por conta da passagem pelo São Paulo e do carinho com os torcedores do clube do Morumbi, o atacante priorizaria um retorno ao ex-time. Entretanto, conforme apurou a Gazeta Esportiva, Cuca prioriza reforçar outros setores do elenco acredita serem mais carentes. Por isso, entre as prioridades estão a contratação de um lateral direito, um segundo volante e um atacante de beirada.

Se na negociação com Pato o Palmeiras segue em standy by, com Ricardo Goulart a situação é completamente diferente. Contratado por empréstimo junto ao Guangzhou Evergrande até o fim da temporada, o atacante já vem se destacando com a camisa do Verdão ao ponto da diretoria pensar na manutenção do atleta em definitivo, adquirindo seus direitos econômicos e federativos.

“Quando o Ricardo veio a gente pediu para ter uma opção de compra, deram até o meio do ano. Isto não significa que se não exercer agora a gente perde o Ricardo. Ele está feliz aqui, a gente também. Ele tinha uma proposta salarial mais alta para ir a outro clube da China. Foi fundamental querer vir ao Palmeiras, ele conheceu nossa estrutura e ficou encantando. Criou uma relação muito forte. A tendência é o Palmeiras na hora certa se preocupar com isso. Se for com a vontade dele e do clube, vamos tentar fazer um casamento maior”, finalizou Mattos.

Da Gazeta Esportiva