Marçal assina convênio para recursos de operação tapa-buraco em Dourados - Divulgação
Marçal assina convênio para recursos de operação tapa-buraco em Dourados – Divulgação

O vereador Marçal Filho (PSDB) participou na tarde desta quarta-feira (26) em Campo Grande da assinatura de convênio no valor de R$ 5 milhões em repasse do Governo do Estado à Prefeitura de Dourados para obras de tapa-buraco. Com a liberação de recursos, Marçal espera que a administração municipal dê celeridade na recuperação das ruas da cidade.

Mesmo antes de tomar posse como vereador, em janeiro deste ano, Marçal já havia abraçado a luta pela recuperação das ruas de Dourados. Tanto que procurou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e falou sobre a problemática da buraqueira na cidade. O governador havia garantido ser parceiro nessa frente de trabalho.

Mas para que o projeto de recuperação das ruas ocorresse, seria necessário que a Prefeitura buscasse um acordo com o Governo do Estado. “Como vereador dei o primeiro passo nessa frente de trabalho que vem sendo muito cobrada pela população, já que centro e bairros estão tomados por buracos”, diz Marçal Filho.

Ele participou do ato de assinatura do convênio que contou com presença do governador Reinaldo, da prefeita Délia Razuk, de deputados e demais vereadores. Na oportunidade Reinaldo Azambuja anunciou que nos próximos 30 dias o Hospital Regional de Cirurgias Eletivas da Grande Dourados, com atividades paralisadas desde o final do ano passado, voltará a ser reativado. Serão feitas mais de 200 cirurgias eletivas por mês.

Diante da crise que assola o país, o governador havia relatado a Marçal sobre as dificuldades de recursos do Estado, mas no mês de maio atendeu ao pedido e sinalizou a liberação de R$ 5 milhões.  Restou a Prefeitura elaborar projeto técnico de obras de recuperação das ruas. Com a entrega do projeto, deu início a assinatura do convênio.

De janeiro até agora a administração municipal tem realizado operação tapa-buraco com recursos próprios no valor de R$ 2,7 milhões. Até o mês passado havia três frentes de trabalho, aumentando para quatro este mês, de forma que uma delas torna-se itinerante.

O vereador entende que a problemática de buracos nas ruas vem desde a gestão passada da prefeitura, se agravando com a chuvarada do início de ano. Isso tem provocado danos materiais a proprietários de veículos e acidentes vitimando principalmente motociclistas. Duas mulheres morreram após queda em decorrência de buracos nas ruas.

Com a liberação de recursos do Governo do Estado, Marçal espera que as frentes de trabalhos possam aumentar para dar agilidade na recuperação das ruas. A estiagem do período é mais propícia para realização de obras.