Secretário Frederico Felini apresentou dados aos universitários – Divulgação

Os números que foram levantados pelo Programa Cidade Empreendedora, que busca todos os dados necessários e caminhos para o desenvolvimento dos municípios, realizado através da parceria SEBRAE e Prefeitura de Maracaju, apontam que o município é um dos que mais cresce no Estado e que tem ainda grande potencial de investimentos e empreendedorismo, assim como os números apresentados pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística que comprovam o crescimento da cidade em vários setores principalmente o populacional em torno de  2,60% ao ano e o estado cresce 1,45% ao ano, quantidade de empresas cresce em Maracaju 5,32% ao ano e no estado 3,89% ao ano, massa salarial cresce em Maracaju 17,54% ao ano e no estado 8,96% ao ano e empregos formais em Maracaju cresce 6,84% ao ano e no Mato Grosso do Sul cresce 4,79% ao ano, números positivos e que demonstram grandes oportunidades de investimentos na cidade.

Esses dados foram apresentados na noite de terça feira (5) para uma plateia seleta durante a   XVII Semana Acadêmica de Administração da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Maracaju. Estiveram palestrando no evento e representando o Sebrae e Prefeitura de Maracaju o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente Frederico Felini e a Consultora do SEBRAE Cristina Horst.

Para o secretário Frederico Felini, mostrar esses dados aos acadêmicos, e principalmente as potencialidades do município aos futuros profissionais da área e também uma forma de desenvolver e melhorar o crescimento do Município.  “Nós que vivemos o dia a dia, acabamos não vendo algumas oportunidades, esses estudantes estão se preparando-se e qualificando-se para a gestão e administração de um negócio, por isso, viemos mostrar o que o Poder Público está fazendo para esses empresários e empreendedores, estamos tentando trazer novas oportunidades para que eles possam pensar além da parte técnica e teórica, possam pensar na parte prática, empreendendo e crescendo junto com nossa cidade”, concluiu o secretário.

Cristina Horst falou sobre empreendedorismo, e, disse que todo empresário é empreendedor, porém, nem todo empreendedor deve consequentemente ser empresário, ou seja, empreendedorismo pode ser praticado pelo colaborador da empresa, estagiário e outras classes, empreendedorismo e fazer com que o negócio cresça evolua, buscando sempre outras alternativas e inovações.