Mara Caseiro foi recebida pelo secretário especial de Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires – Divulgação

A presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Mara Caseiro, está em Brasília apresentando projetos estratégicos para o Estado e buscando recursos para os festivais de Inverno de Bonito e América do Sul (Corumbá), além de verbas para a execução de obras de restauração em prédios históricos.

Junto com técnicos da pasta, ela foi recebida pelo secretário especial de Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires. Ele foi designado pelo ministro Osmar Terra para encaminhar as demandas do Estado.

Entre os projetos apresentados, estão a restauração de prédios históricos como o Castelinho, de Ponta Porã, a Casa do Artesão, em Campo Grande, além do Museu de Arte Contemporânea (Marco) e o Centro Cultural José Octávio Guizzo, que abriga o Teatro Aracy Balabanian.

Mara Caseiro também foi em busca de recursos para o Festival de Inverno de Bonito, que acontece de 25 a 28 de julho, e o Festival América do Sul, que deve ser realizado em setembro.

“São projetos muito importantes para a cultura de Mato Grosso do Sul. A restauração de prédios históricos, além da recuperação do Teatro Aracy Balabanian, foram determinações do nosso governador Reinaldo Azambuja. Estou muito otimista com essa audiência no Ministério”, afirmou.

As propostas também foram apresentadas à bancada federal, uma vez que deputados e senadores podem ser determinantes nesse processo por meio da liberação de emendas parlamentares.

Escritório de Representação

Mara Caseiro foi recebida ainda pelo secretário especial de Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos do Governo de Mato Grosso do Sul, Pedro Chaves dos Santos.

O secretário tem contato direto com a bancada federal, ministérios e setor empresarial. Na avaliação da presidente da Fundação de Cultura, ele será determinante na articulação com os setores responsáveis pela liberação dos recursos.