Manifestações dos caminhoneiros continuam em várias rodovias de MS, diz PRF

Segundo balanço da PRF, rodovias foram liberadas somente em Guia Lopes da Laguna

Mesmo com acordo firmado ontem, bloqueios continuam nas rodovias em MS – Foto: Eliel Oliveira

Apesar de anunciado nesta quinta-feira, 24, pelo Governo Federal, uma trégua de 15 dias com os caminhoneiros, e como resultado o fim da paralisação, vários pontos de bloqueio continuam em Mato Grosso do Sul.

Balanço da PRF, divulgado no início desta sexta-feira, 25, aponta que o manifesto foi encerrado somente na BR-267, região de Guia Lopes da Laguna, continuando o bloqueio nas demais localidades do Estado.

Segundo a PRF, é possível que durante o dia as lideranças que assinaram o acordo convençam parte dos caminhoneiros a deixar o movimento, pois houve concessões feitas pelo governo federal.

Pelo acordo firmado ontem à noite entre o governo e representantes dos caminhoneiros, a paralisação será suspensa por 15 dias. Em troca, a Petrobras mantém a redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 30 dias, enquanto o governo costura formas de reduzir os preços. A Petrobras mantém o compromisso de custear esse desconto, estimado em R$ 350 milhões, nos primeiros 15 dias. Os próximos 15 dias serão patrocinados pela União. .

No Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ainda não registra nenhuma desmobilização de pontos de manifestação de caminhoneiros nas rodovias do país, após o anúncio de um acordo com o governo nessa quinta-feira (24).

Na Régis Bitencourt, em São Paulo, carretas e caminhões permanecem estacionadas ao logo da rodovia. O mesmo ocorre em rodovias no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, estado que apresenta 74 pontos de manifestação. No Distrito Federal, a PRF registra manifestação de caminhoneiros na BR-020, BR-060, BR-070 e BR-080.

Em Brasília, durante toda a madrugada e no começo desta manhã, motoristas ainda fazem filas para abastecer seus carros nos postos que mantêm estoques de gasolina e diesel, caso do posto Shell da Quadra 307, na Asa Norte, no Plano Piloto. No local, a fila de carros para abastecer chega a entrar na área de estacionamento da quadra residencial.