Mais de 2,7 mil veículos apreendidos podem ir a leilão em Mato Grosso do Sul

Proprietários têm até o dia 30 de junho para regularizar os documentos, caso contrário, os veículos irão a leilão - Foto: Ana Letícia Gaúna
Proprietários têm até o dia 30 de junho para regularizar os documentos, caso contrário, os veículos irão a leilão – Foto: Ana Letícia Gaúna

Proprietários de veículos que estão nos pátios do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) têm até o dia 30 de junho para regularizar os documentos, caso contrário, os veículos irão a leilão. Essa orientação é de acordo com o edital publicado noDiário Oficial do Estadodo dia 31 de maio.

São 2.749 proprietários notificados dos seguintes municípios: Alcinópolis, Amambai, Anaurilândia, Angélica, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Bataguassu, Batayporã, Caarapó, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Deodápolis, Eldorado, Iguatemi, Itaquiraí, Ivinhema, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Ponta Porã e Campo Grande.

O não comparecimento dos proprietários no prazo estabelecido implicará no leilão dos veículos nas seguintes modalidades: desmontagem, reciclagem ou circulação. Para fins de regularização da documentação dos veículos recolhidos/apreendidos nos pátios, os proprietários notificados deverão procurar as Agências do Detran-MS em suas respectivas cidades.

Nositedo Detran é possível conferir os endereços completos das Agências de Trânsito e o edital de notificação. O Departamento de Trânsito ainda alerta que na eventualidade do valor arrecadado no leilão ser insuficiente para a cobertura dos débitos, os responsáveis serão executados pelas importâncias remanescentes.