Ela temia que Patrick Crusius tivesse uma arma de grosso calibre

Atirador invadiu um supermercado de El Paso e deixou 22 mortos – Foto: EPA

A mãe do assassino de El Paso, Patrick Crusius, ligou para a polícia semanas antes do ataque porque temia que seu filho tivesse um rifle de assalto, informou nesta quinta-feira (8) a emissora norte-americana “CNN”.

De acordo com a emissora, foram os advogados da família do atirador que revelaram a denúncia da mãe de Crusius.

Na ocasião, a mulher entrou em contato com a polícia de Allen, no Texas. No entanto, ela foi informada que o seu filho, que tem 21 anos de idade, poderia legalmente adquirir tal arma.

No último sábado (3), Crusius invadiu um supermercado de El Paso com uma arma de grosso calibre e disparou por cerca de 20 minutos. O massacre deixou 22 mortos – oito deles eram mexicanos – e o atirador foi detido pela polícia local, sem ter demonstrado nenhum sinal de resistência.

Desde então, Crusius estã preso na cidade texana e enfrenta acusações de homicídio em primeiro grau, que no estado norte-americano podem levar o criminoso a prisão perpétua ou até a pena de morte.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitou ontem (7) El Paso e foi recebido com diversos protestos. O republicano foi pressionado para endurecer as leis sobre posse de armas e encerrar o seu discurso anti-imigração.

Da AnsaFlash