Madson sugere que recursos do pré-sal sejam utilizados para pagamento do Previd – Foto: Assessoria

Com a aprovação dos critérios de rateio dos leilões dos campos de petróleo feitos pelo Governo Federal, onde foi definido que 15% dos valores excedentes ao previsto na exploração do pré-sal ficarão divididos entre os municípios, Dourados recebera aporte de R$ 8 milhões. De acordo com o vereador Madson Valente (DEM), será uma ajuda significativa para a cidade, que está vivenciando enormes problemas financeiros.

Madson apontou que, diante das dificuldades, a gestão municipal está efetuando os descontos, porém não realiza a transferência para o Previd (Instituto de Previdência Social dos Servidores do Município de Dourados), promovendo, desta forma, condições de riscos para sustentabilidade do sistema. De acordo com o diretor-presidente do instituto, Theodoro Huber Silva, a previdência municipal atualmente possui um rombo de R$ 11 milhões, sendo que ele judicializará a referida questão.

Diante desta previsão de recursos, o vereador Madson Valente sugeriu que Dourados siga exemplos dos demais municípios brasileiros e utilize estes recursos do pré-sal para quitar dívidas previdenciárias.

“Estou apenas sugerindo, mas é uma alternativa perfeitamente possível. Não podemos deixar de apontar caminhos para a gestão municipal, ainda mais em tempos de crises e no pior momento da história da emancipação de Dourados, sobre as séries deficiências de gestão e cristalina ausência de planejamento”, disse Madson.