Liandra da Saúde defende gestão plena na Funsaud e cobra repasse proporcional a macrorregião

Para Liandra, pautas envolvendo estadualização do Hospital da Vida devem ser melhor debatidas – Foto: Valdenir Rodrigues

Diante do debate político envolvendo a Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), a vereadora Liandra da Saúde (PTB) tem mantido o posicionamento firme ao lado dos 442 servidores concursados e funcionários contratados que trabalham nos diversos cargos no Hospital da Vida e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A vereadora considera que as pautas envolvendo terceirização dos serviços (O.S) e transferência de autonomia ao Estado, como foi abordado na semana passada, durante a visita do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, em Dourados, devem ser melhor debatidas. Ela defende a gestão plena da Funsaud no município e reafirma o seu compromisso com os servidores. “Dentro da legalidade e em tudo em que for por direito, sempre estarei ao lado destes trabalhadores, onde me considero parte integrante nesta luta”, enfatiza.

Também aponta a necessidade urgente de uma nova pactuação entre Estado e município, como solução para a crise financeira. A vereadora explica que desde quando foi assinada a gestão plena não houve correção de valores no repasse financeiro. “Considerando ainda que desde o ano de 2010 estes valores não foram corrigidos, o que tem causado um prejuízo de mais de R$ 1 milhão por mês”, completou.

Outra disparidade apontada pela vereadora Liandra é quanto ao repasse desproporcional ao número de pacientes atendidos na rede pública de Saúde, ou seja, quando os recursos chegam para o Estado repassar para os municípios do Mato Grosso do Sul, a cidade de Dourados recebe o montante considerando somente o número total de habitantes do município e não pela macrorregião que inclui outros 32 municípios, além da região da fronteira do Estado.

Liandra da Saíude não descarta seu apoio na possibilidade de estadualizar os atendimentos do Hospital da Vida, desde que os funcionários da Funsaud sejam efetivados pelo Governo do Estado, reforçando ainda a necessidade do reconhecimento imediato dos servidores que passaram no concurso pública aplicado em junho de 2015, sendo nas áreas de assistente administrativo e social, analistas de controle interno, auxiliares de cozinha, farmácia, saúde bocal e serviços gerais, biomedicina, copeiros, cozinheiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, motoristas, nutricionistas, psicólogas, técnicos de banco de sangue, enfermagem, edificação predial, informática, ortopedia, radiologia, segurança do trabalho, telefonista e vigia.

Nas próximas sessões ordinárias na Câmara Municipal, a vereadora Liandra pretende encaminhar indicação ao Governo do Estado e aos deputados e senadores que representam Dourados, solicitando aumento no repasse financeiro destinado a Saúde do município e ainda maior valorização profissional aos servidores da Funsaud, principalmente aqueles que estão na linha de frente ao combate da Covid-19.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.