Justiça concede habeas corpus e Giroto e mais quatro devem ser soltos ainda hoje

Advogado está em Brasília aguardando o alvará de soltura

Giroto e outros envolvidos estão presos desde o dia 09 de março – Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal concedeu, na tarde de hoje, habeas corpus para os quatro presos pela Operação Lama Asfáltica, em Campo Grande, segundo informou ao Portal Correio do Estado o advogado que representa os acusados, José Valeriano Fontoura.

Dessa forma, o ex-secretário e ex-deputado estadual Edson Giroto, o empresário João Amorim, o ex-servidor da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, e o empresário e cunhado de Giroto, Flávio Schrocchio, devem ser soltos ainda hoje.

“Esse habeas corpus é uma nova fundamentação, um novo habeas corpus que nós tinhamos entrado agora sobre uma nova fundamentação. A nova fundamentação traz já o que Tribunal já tinha concedido nas demais operações, liberdade aos demais, inclusive a eles nas fases seguintes a essa que foi a primeira fase, ou seja, não existe mais a contemporaneidade”, disse Fontoura.

O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou, no dia 9 de março, o habeas corpus que mantinha os envolvidos em liberdade desde o ano passado. Além dos quatro, Raquel Giroto, a sócia e ex-secretária da Proteco – empresa de João Amorim -, Elza Cristina Araújo dos Santos, Ana Paula Amorim Dolzan, filha de Amorim, e a filha de Beto Mariano, a médica Mariane Mariano de Oliveira também estão detidas em casa. A defesa recorreu.