Juiz nega pedido de prisão de Idenor Machado e Pedro Pepa

O juiz da 1ª Vara Criminal de Dourados, Luiz Alberto de Moura Filho, negou nesta terça-feira o pedido de prisão dos vereadores Idenor Machado (PSDB) e Pedro Pepa (DEM), apresentado no dia 12 deste mês pelo Ministério Público.

Na decisão, o juiz rejeitou o argumento da Promotoria de Justiça de que a presença de Idenor e Pepa no jantar com o governador Reinaldo Azambuja no dia 20 de novembro descumpriu medida cautelar imposta pelo Tribunal de Justiça no habeas corpus que garantiu o retorno deles aos mandatos.

“Não há que se falar que a reunião e o jantar em que participaram os representados não foram atos formais e oficiais”, afirmou o magistrado ao reconhecer os argumentos da defesa de que o jantar foi continuação da reunião do programa Governo Presente. Os dois são réus no âmbito da Operação Cifra Negra, que investiga esquema de corrupção no Legislativo de Dourados.