Ex-magistrado afirmou que fugiu por discordar da reeleição da Maduro – Foto: Reprodução/ El Nacional/GDA

Um juiz do Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela, Christian Zerpa, desertou e se mudou para os Estados Unidos, em um duro golpe ao regime de Nicolás Maduro.

Em entrevista à imprensa internacional, Zerpa disse que as eleições venezuelanas de 2018 “não foram livres” e que Maduro de manipula sistematicamente as decisões da Suprema Corte. Em defesa, o tribunal minimizou os ataques de Zerpa e alegou que ele está sendo acusado de assédio sexual, atos lascivos e violência psicológica.

O presidente do STJ, Maikel Moreno, disse que Zerpa deixou a Venezuela para tentar escapar do julgamento. Porém, nos Estados Unidos, o ex-magistrado afirmou que fugiu por discordar da reeleição da Maduro, que toma posse no próximo dia 10.

Da AnsaFlash