Dourados/MS, 19 de agosto de 2017 - Agora:1:15
Home | Esportes | Sete apresenta Acosta, Marlon e o técnico Bazílio Amaral
Publicada em 24 de maio de 2017 às 09:50

Sete apresenta Acosta, Marlon e o técnico Bazílio Amaral

Zagueiro Thiago Moura e volante Buru também ficam á disposição para jogo de domingo

Marlon e Acosta reforçam o Sete na Série D do Brasileiro - Foto: Divulgação/Sete

Marlon e Acosta reforçam o Sete na Série D do Brasileiro – Foto: Divulgação/Sete

Em evento no Quiosque do Sete no Shopping Avenida Center, o clube douradense apresentou novos jogadores para disputa da Série D do Campeonato Brasileiro e também o novo técnico. O veterano atacante Acosta, anunciado desde o início do ano para a competição, e o meia Marlon, estão treinando desde a última semana e devem ter a situação regularizada ainda nesta quarta-feira. No comando do time, Bazílio Amaral assume a vaga aberta com a saída de Nei César na última segunda-feira.

Além dos apresentados, chegaram também o zagueiro Thiago Moura, que disputou duas temporadas pela Águia Negra e estava na Penapolense-SP e o volante Buru, ex-Ubiratan, Naviraiense, Itaporã, entre outros clubes, e que disputou o Campeonato Catarinense pelo Almirante Barroso. Todos devem enfrentar a Aparecidense-GO, domingo, às 16h, no Estádio Douradão.

Jogador mais aguardado, Acosta, com 40 anos, defendeu diversos clubes pelo interior do Brasil, mas é marcado pelas passagens no Corinthians e no Náutico-PE. Foi artilheiro do Taboão da Serra na Série A3 do Campeonato Paulista neste ano e se diz pronto para entrar em campo. “Queria ter jogado o primeiro jogo, mas não deu tempo. Agora deu tudo certo e espero ajudar o time. Precisamos agora vencer nossos jogos em casa”, afirma o uruguaio.

Marlon, vindo do Santa Maria-DF, já defendeu outros clubes como o Gama-DF, Boa Esporte-MG, Madureira-RJ e Grêmio Prudente-SP. Irmão gêmeo do meia Marlone, ex-Sport e Corinthians e hoje no Atlético-MG, o meia afirma estar pronto para a competição. “Estou preparado e esperamos fazer uma boa campanha na Série D e conseguir o objetivo do clube e da cidade que é conseguir o acesso à Série C. O grupo é bem legal e fomos bem recebidos”, afirma.

“Temos que vencer”

O técnico Bazílio Amaral teve o primeiro contato com o elenco na tarde desta quarta-feira, mas apenas acompanhou o trabalho físico comandado pelo preparador Tadeu Nogueira. Antes uma breve conversa de apresentação. “Foi um contato rápido, até porque já conheço alguns jogadores. Amanhã [quarta-feira] a gente vai trabalhar em dois períodos já pensando no jogo de domingo”, disse.

O Sete é o segundo time profissional comandado por Bazílio. Antes do vice-campeonato com o Novo, ele trabalhou em diversos clubes paulistas como auxiliar e analista de desempenho. Nesta lista estão Guarani, Portuguesa e Velo Clube. Agora, o tempo será curto para moldar o time para a competição. “Temos jogo neste domingo e já entramos pressionados pela vitória. Vamos aproveitar esses dias para entrosar o máximo possível os jogadores, mas é um time que conheço um pouco e ainda com bons reforços. Acredito que podemos buscar a classificação e depois lutar pelo acesso”. Bazílio terá Rafael Mariucci como auxiliar, mesma dupla que trabalhou no Novo.

Sete a Aparecidense estão no Grupo A11 e começaram o Brasileiro com derrotas. Agora os dois se enfrentam em busca de reabilitação. A chave é liderada por Luziânia-DF e Unão-MT que se enfrentam em disputa direta pela primeira posição.