Dourados/MS, 28 de junho de 2017 - Agora:11:39
Home | Destaques | Operação Carne Fraca: Reinaldo não acredita em suspensão de importação da carne de MS
Publicada em 20 de março de 2017 às 10:17

Operação Carne Fraca: Reinaldo não acredita em suspensão de importação da carne de MS

Governador diz não ter dúvida da qualidade da carne brasileira, o que atrapalha é essa pirotecnia – Foto: Chico Ribeiro

Governador diz não ter dúvida da qualidade da carne brasileira, o que atrapalha é essa pirotecnia – Foto: Chico Ribeiro

Agências afirmam que China e Coreia do Sul já suspenderam as compras

Diante de informações apuradas por agências internacionais de que China, Coreia do Sul e até a União Europeia podem suspender a importação da carne brasileira, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) falou sobre as repercussões da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, nesta manhã.

Reinaldo já havia afirmado neste domingo que a PF “errou grandemente”.

Informações apuradas por agências internacionais de notícias e divulgadas nesta manhã indicam que Coreia e China já decidiram suspender temporariamente a importação. As remessas de carne que estão em postos alfandegários seriam proibidas de seguir para o destino. Em relação à União Europeia, ainda não há confirmação do bloqueio de importação, mas fontes ouvidas pelas agências afirmam que há grandes chances de haver suspensão.

Segundo publicação desta segunda-feira no portal Correio do Estado, questionado nesta manhã sobre a possibilidade de suspensão da importação, principalmente pelo fato da China ser grande compradora da carne sul-mato-grossense, o governador afirmou que não acredita na suspensão em razão de reunião feita ontem entre o presidente Michel Temer e embaixadores dos países que compram carne brasileira.

“No devido tempo vamos mostrar ao mundo a qualidade da carne de Mato Grosso do Sul. Essa pirotecnia é que cria os problemas. A gente precisa de cautela e serenidade. Temos preocupação enorme com a questão da sanidade e qualidade no rebanho e plantas frigoríficas, não tenho dúvida da nossa qualidade. Vamos corrigir essas distorções e essa pirotecnia”, afirmou o governador.

Suspensão 

A China suspendeu temporariamente as importações de carne bovina do Brasil após a Operação Carne Fraca deflagrada na última sexta-feira (17), de acordo com pessoas ouvidas pela Bloomberg que receberam notificação da autoridade de quarentena do país e pediram para não serem identificadas porque a informação não é pública.

Os produtos atualmente no mar ou no porto não terão liberação alfandegária, de acordo com uma das pessoas. China e Hong Kong, juntos, são o maior mercado de exportação de carne brasileira. Um porta-voz da Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena da China se recusou a comentar imediatamente; ninguém respondeu imediatamente a um pedido de comentário feito pela agência.

Outro país a suspender temporariamente a importação da carne brasileira é a Coreia do Sul, segundo informações da Reuters. De acordo com a agência, o país vai barrar temporariamente as vendas da carne de frango da BRF e aumentará as inspeções da carne importada da companhia. O ministério sul-coreano também informou que os futuros fornecedores brasileiros de carne de frango terão que apresentar um certificado emitido pelo governo brasileiro.

Já a União Europeia pediu que Brasil responda com urgência ao pedido de esclarecimentos feito ao país sobre operação da PF, informa a Folha. Nesta segunda, autoridades europeias podem debater possível restrição à compra de carne brasileira.