Especialista na área de Produção – Alimentação Coletiva, Michella Ebling, ministra palestra em Jornada de Nutrição da UNIGRAN – Divulgação

A área de atuação de um nutricionista que mais gera empregos é a relacionada às Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN). E, dentro deste campo, estão inseridas a nutrição prática e a qualidade em alimentação, que foi principal debate abordado durante a 15ª Jornada de Nutrição da UNIGRAN.

Sobre o controle de qualidade em serviços de alimentação e as estratégias de gestão em negócios de alimentos, a convidada para ministrar palestra e minicurso, a nutricionista Michella Torales Ebling, afirmou que a qualidade na área de alimentação tem um sentido muito mais amplo que as pessoas imaginam.

“As pessoas falam que determinado alimento não tem qualidade. Há um leque muito grande da qualidade, tanto pelo viés dos profissionais técnicos que trabalham na área, quanto pela qualidade percebida pelo cliente, e ainda, há as normas de qualidade, as certificações, todas as questões de gestão de qualidade para se atingir a excelência”, mencionou.

A qualidade no que se refere à atuação profissional, não é visualizada pelo cliente de uma forma direta, pois é mais direcionada internamente. “É o que chamamos de qualidade interna. São atividades desenvolvidas que não têm exposição para o cliente. Por exemplo, existe uma ficha técnica, como se fosse uma receita, um passo a passo, que mostra a quantidade, o modo de preparo. Se um determinado profissional que prepara o alimento amanhã ou depois não estiver mais no estabelecimento, terá uma equipe para fazer este alimento que, com a ficha técnica, seguirá o passo a passo, conseguindo assim, manter o mesmo padrão de qualidade do produto servido”, exemplificou a especialista na área de Produção – Alimentação Coletiva.

Por outro lado, Ebling explicou que, como controle de qualidade, o cliente considera se o produto está bem preparado, se o prato sempre tem o mesmo padrão, se o estabelecimento utiliza louças ou utensílios diferenciados ou quebrados, além da limpeza do local.

“É importante os profissionais conhecerem os dois lados, o serviço de alimentação de uma forma geral. A gestão da qualidade é uma estratégia que faz parte do planejamento das indústrias e da produção de alimentos. Hoje em dia, a atuação profissional em unidades de alimentação e nutrição é a área que mais gera empregos”, finalizou Michella Torales Ebling.