Jogos Escolares da Juventude de MS servem é primeira etapa para competição nacional – Foto: JJ Caju

A realização dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul (15 a 17 anos) tem movimentado a cidade de Três Lagoas, sede da competição em 2019. Desde o dia 16 de maio, atletas, técnicos e organizadores se envolvem na competição de jovens talentos esportivos – considerada a maior dos últimos cinco anos.

O número de equipes participantes nos Jogos cresceu 154% entre 2015 e 2019, saltando de 86 para 219. Este ano 55 municípios disputam nas modalidades de futsal, handebol, basquetebol e voleibol. Com a realização do evento, o Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), injeta R$ 1,5 milhão na economia local.

“Os Jogos têm tomado uma proporção muito grande ao longo dos anos. A participação de equipes praticamente triplicou e a qualidade estrutural da competição melhorou. Atletas que antes dormiam em alojamentos e comiam nas escolas, hoje ficam em hotéis e se alimentam no Centro de Convivência” explicou a diretora-geral dos Jogos Escolares da Juventude de MS, professora Karina Luiz Pereira Quaini.

Segundo a organização, a competição aquece a economia de Três Lagoas e mobiliza toda a região com fornecedores de alimentos, transporte, segurança e serviços gerais. Só na rede hoteleira, 2,2 mil leitos estão ocupados pelos Jogos. “Na área da saúde o atendimento médico ambulatorial é feito com apoio da Prefeitura Municipal”, revelou Karina. O posto de atendimento fica no ginásio de esportes.

Além de ter acesso às estruturas de apoio da competição, os atletas participam de atividades de lazer, cultura e socialização durante as refeições, realizadas no Centro de Convivência. “Também com apoio da prefeitura, temos um cronograma com shows musicais, dança, gincanas e brincadeiras. O objetivo é promover a interação entre os participantes”, contou a diretora-geral.