Joesley depõe na PF e nega ter manipulado mercado

O dono da JBS é acusado de usar informações privilegiadas

O empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, prestou nesta quarta-feira (9) depoimento à Polícia Federal em São Paulo (SP), no âmbito do inquérito que o investiga por suposto uso de informação privilegiada.

Pouco antes do vazamento das delações dos executivos da empresa, que atingiram em cheio o presidente Michel Temer e provocaram caos no mercado financeiro, a JBS comprou cerca de US$ 1 bilhão. No dia seguinte, a moeda norte-americana teve alta de mais de 8%, propiciando grandes ganhos para o frigorífico.

Em seu depoimento de pouco mais de três horas, Joesley negou que tenha manipulado o mercado financeiro e disse que não tinha como saber da data da homologação de sua delação premiada. Além disso, o empresário afirmou que o grupo precisava de “liquidez”.

Além de tramitar na Justiça Federal, o caso também é investigado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Da AnsaFlash