Governador Reinaldo Azambuja com o ministro da Educação Mendonça Filho anunciam investimentos para a saúde em Dourados – Foto: Edemir Rodrigues
Governador Reinaldo Azambuja com o ministro da Educação Mendonça Filho anunciam investimentos para a saúde em Dourados – Foto: Edemir Rodrigues

Em Dourados, ministro da Educação, Mendonça Filho, e o governador Reinaldo Azambuja, anunciaram investimentos que vão melhorar o atendimento nas áreas da saúde e educação

O atendimento às mulheres e crianças dos municípios que formam a Grande Dourados terá uma melhoria significativa com os investimentos dos governos federal e estadual, conforme destacou o governador Reinaldo Azambuja ao participar, nesta segunda-feira (21.8), de agenda com o ministro da Educação, Mendonça Filho, em Dourados. O ministro anunciou a liberação de R$ 34 milhões para a construção da Unidade da Mulher e da Criança (UMC) do Hospital Universitário, mantido pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). O dinheiro vem do Ministério da Educação (MEC) e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

De acordo com o cronograma de liberação dos recursos, dos R$ 34 milhões, R$ 10 milhões saem este ano, R$ 12 milhões em 2018 e R$ 12 milhões em 2019, já que a previsão de conclusão é de dois anos. Parte da área onde será erguida a UMC, que fica no entorno do HU, foi doada pelo Governo do Estado. A reitora da UFGD, Liane Maria Calarge, agradeceu o empenho do governo de Reinaldo Azambuja e da Assembleia Legislativa, para que a doação dessa área de 9 hectares fosse efetivada.

A prefeita de Dourados, Délia Razuk, também destacou a importância das parcerias para o desenvolvimento do município, citando como exemplo os investimentos do Governo do Estado no Distrito Industrial, e do MEC no HU da UFGD. Segundo ela, são ações importantes que refletem na atração de novas empresas, que trazem desenvolvimento e aquecimento da economia. “Juntos somos mais fortes”, destacou.

Ao participar da solenidade no HU, Reinaldo Azambuja disse que em breve será iniciada a construção do Hospital Regional de Dourados. “Esse hospital (HU), que amplia as oportunidades para as mulheres e crianças da Grande Dourados, será um complemento a mais do nosso Hospital Regional que também será edificado, criando uma estrutura regional de atendimento ao polo da grande Dourados, que com certeza ampliará a oferta de serviços à população de toda essa região, formada por 34 municípios”, declarou.

O deputado federal Geraldo Resende lembrou que a luta para conseguir verbas para a construção dessa unidade no HU de Dourados vem desde de 2009, envolvendo a bancada federal do Estado. Em seu discurso, Reinaldo Azambuja disse que a liberação dos recursos para a execução dessa obra é também fruto da “persistência” do deputado. Empenho destacado igualmente pelo ministro Mendonça Filho.

“Ele (Geraldo Resende) até muitas vezes se exaltava, ficava nervoso. E eu dizia: Geraldo, tenho uma característica na vida que só assumo compromisso para cumprir”, disse o ministro. Segundo ele, ao assumir o MEC, haviam 2 mil obras paralisadas, e dessas 700 eram de instituições de ensino federal. Para a retomada das obras, foram definidas então as prioridades, e o UMC do HU de Dourados foi incluída como prioritária.

“Todas as obras que a gente tem dado ordem de serviço tem saído do papel, a gente assume o compromisso para cumprir. Quando eu trago anúncio é para concluir a obra dentro do prazo. Ela (a obra da UMC) vai ser iniciada, tem alocado já recursos para bancar um terço da obra e ao longo da execução orçamentária o governo garante que ela será concluída para atender a população de Dourados e região, mulheres e crianças sobretudo, e ao mesmo tempo ajudar na formação de profissionais ligados à saúde, principalmente médicos”, destacou Mendonça Filho.