O primeiro clássico da Copa do Mundo da Rússia, disputado no Estádio Olímpico de Sochi, não decepcionou. Com o atacante Cristiano Ronaldo inspirado nesta sexta-feira, Portugal e Espanha empataram por 3 a 3 na estreia do técnico Fernando Hierro.

Único jogador da história de Portugal a disputar quatro edições da Copa do Mundo, Cristiano Ronaldo marcou os três gols de sua seleção. O sergipano Diego Costa (2) e Nacho responderam pela Espanha. Com o empate, os rivais ibéricos ficam dois pontos atrás do Irã no Grupo B.

Pela segunda rodada da Copa do Mundo, às 9 horas (de Brasília) desta quarta-feira, Portugal busca a primeira vitória diante do Marrocos, no Estádio Luzhniki. Às 15 horas do mesmo dia, a Espanha volta a campo para enfrentar o surpreendente Irã, em Kazan.

O Jogo – Portugal inaugurou o marcador logo aos três minutos do primeiro tempo. Cristiano Ronaldo partiu para cima de Nacho e caiu na entrada da área. O árbitro italiano Gianluca Rocchi marcou pênalti, convertido pelo astro do Real Madrid – com o feito, ele iguala Pelé, Klose e Seeler com gols em quatro Copas do Mundo.

A Espanha empatou aos 23 minutos do primeiro tempo. Diego Costa levou a melhor na disputa de bola com Pepe, que pediu falta. O centroavante nascido no Brasil balançou na frente de dois marcadores e achou espaço para finalizar no canto direito de Rui Patricio.

O time dirigido por Fernando Hierro ditava o ritmo do jogo e acertou o travessão em um chute disparado por Isco, mas foi vazado novamente aos 43 minutos do primeiro tempo. Cristiano Ronaldo bateu de canhota após receber de Gonçalo Guedes e contou com falha grave do goleiro De Gea.

A Espanha voltou inspirada para a etapa complementar e chegou ao empate aos nove minutos. Em cobrança de falta, David Silva levantou na área e Busquets completou de cabeça para o meio. Oportunista, Diego Costa mandou a bola para o fundo das redes.

A equipe comandada por Hierro soube como aproveitar o momento favorável e virou o jogo três minutos depois. Após jogada pela esquerda, a bola desviou na zaga portuguesa e sobrou limpa para finalização perfeita de Nacho, que ainda viu a bola tocar na trave antes de entrar.

Enfim em vantagem no marcador, a Espanha procurou valorizar a posse de bola. Persistente, Cristiano Ronaldo marcou seu terceiro gol aos 42 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta perto da entrada da área, ele acertou o canto direito de De Gea.

Da Gazeta Esportiva