Índice de Consumo das Famílias campo-grandenses continua em crescimento

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Campo Grande (MS) mantém a tendência do último bimestre e registra aumento, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

No mês de março, o índice ficou em 89,9 pontos, e, apesar de estar na chamada zona negativa, ou seja, abaixo, de 100 pontos, é similar ao valor de junho do ano passado, quando foi de 87,6.

“Devemos lembrar que, em junho de 2021, as pessoas estavam esperançosas de que a chamada primeira onda da epidemia estava passando, números de doentes baixando, comércio retomando atividades físicas com os cuidados recomendados. Havia um clima de otimismo e esperança, e essa mesma sensação pode estar por trás desses indicadores, com a chegada da vacina e sua aplicação na população”, explica a economista Daniela Dias.

O otimismo se reflete nos indicadores levantados pela pesquisa: 60% dos entrevistados acreditam que o responsável pelo domicílio terá alguma melhora profissional nos próximos seis meses e 43,2% estão mais confiantes em sua situação de emprego, em comparação com o mesmo período do ano passado.

No entanto, indicadores que levam em conta o consumo atual, consumo para bens duráveis ou perspectiva de acesso a crédito puxaram o índice para baixo.

O ICF é calculado levando em conta questões como a percepção do emprego e renda atuais, o nível atual de consumo e perspectiva de acesso ao crédito.

Confira AQUI o estudo na íntegra.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.