IFMS ofertará Residência Profissional Agrícola em Nova Andradina

Campus foi contemplado em edital do Ministério da Agricultura. Iniciativa apoiará formação dos futuros profissionais na área de Ciências Agrárias

O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) foi selecionado para o Programa Residência Profissional Agrícola (AgroResidência), que será ofertado aos estudantes de nível médio e graduação da unidade, na área de Ciências Agrárias, a partir do primeiro semestre de 2021.

O projeto do campus foi um dos 75 aprovados no edital, aberto pela primeira vez pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e um dos oito selecionados na região Centro-Oeste.

Voltado a propostas de instituições de ensino federais, o AgroResidência busca apoiar alunos do ensino técnico, graduação e recém-egressos, por meio de treinamento prático, supervisionado e orientado, e realizado nas unidades residentes.

Em Nova Andradina, o IFMS oferece o curso técnico integrado em Agropecuária, o técnico subsequente em Zootecnia e os de graduação em Agronomia e Produção de Grãos.

Projeto – Foi elaborado pelos docentes Denis da Costa, Elcio dos Santos, Félix Garcia, Karina Ducatti e Mateus Augusto Donega, sob coordenação do professor Gutierres Silva.

“A aprovação da proposta é muito importante, pois se trata de uma oportunidade de proporcionar o aperfeiçoamento profissional aos participantes, tornando-os aptos a planejar, gerenciar e desenvolver atividades aplicadas à produção agrícola”, destaca Gutierres.

O campus receberá R$ 109.024,46 para desenvolver as atividades a partir de fevereiro de 2021, durante 12 meses.

O recurso será utilizado para pagamento de bolsas, compra de material de consumo e serviços de terceiros. Está prevista a concessão de seis bolsas para estudantes de 15 e 29 anos de idade ou recém-egressos de Ciências Agrárias e áreas afins, com valores mensais que vão de R$ 900,00 a R$ 1,2 mil.

O treinamento prático e orientado para qualificação técnica dos residentes será realizado em dez diferentes unidades de forma rotativa: Agroflora, Amidos São João, Cooperativa Coopavil, Bsy Consultoria Ambiental, Geo Ceres Assessoria e Projetos rurais, Gervasio Kamitani, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado, DMA Agropecuária, Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e Sindicato Rural de Dourados.

“Os bolsistas poderão vivenciar situações complexas para tomadas de decisões e uso de estratégias eficientes para a produção agrícola de pequenos, médios e grandes produtores. Também será o momento de conciliar teoria e prática para aplicar ações pedagógicas que resolvam problemas em contextos que um profissional da área se faz necessário”, complementa Gutierres.

Programa – Por meio do edital n° 01/2020, o MAPA abriu a seleção de propostas para o AgroResidência, em conformidade com a Portaria n° 193, de junho deste ano.

No total, serão investidos mais de R$ 17 milhões no programa, divididos de acordo com as regiões do país.

Além de qualificar os futuros profissionais, a iniciativa visa desenvolver nos alunos o senso de responsabilidade ética, por meio do exercício de atividades profissionais, direcionando-os para uma vida cidadã e para o trabalho.

O processo seletivo foi realizado em duas etapas, sendo uma classificatória e outra eliminatória. O resultado final foi divulgado no início do mês. No total, 454 projetos participaram do edital.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.