Expectativa é receber cerca de 500 universitários interessados em uma vaga de estágio – Divulgação

Ingressar no mercado de trabalho é um momento desafiador para os jovens universitários e para auxiliar nessa empreitada, o IEL participa de mais uma edição da “Feira Conecta de Volta às Aulas”, uma realização da Uniderp que teve início nesta quarta-feira (12/02) e prossegue até quinta-feira, das 8 às 11 horas. A expectativa é receber cerca de 500 universitários interessados em uma vaga de estágio e o Instituto disponibiliza oportunidades nas áreas de computação, administração, médio técnico, letras, publicidade, engenharias civil e ambiental.

“Os encaminhamentos são feitos de acordo com as oportunidades disponíveis em nosso banco de dados. E mesmo não havendo a vaga especifica neste momento, o estudante pode cadastrar seu currículo e iremos encaminha-lo assim que a vaga abrir”, disse a coordenadora de desenvolvimento de carreira do IEL, Rosangela Ramos, explicando que a Feira é realizada desde 2016 e já encaminhou cerca de 500 estudantes para o mercado de trabalho.

Serviços

“O aluno que faz estágio se torna mais responsável e tem a oportunidade de ver na prática o que aprende em sala de aula. Ele também consegue escolher melhor a área em que ele deseja atuar dentro da carreira que ele escolha. Para as empresas também é benéfico porque são pessoas extremamente interessadas em aprender e colaborar”, concluiu Rosângela Ramos.

Durante a Feira, além de tirar dúvidas sobre como funcionam os estágios também apresenta os serviços oferecidos pelo instituto, como o Talentos da Industria e o Inova Talentos. O primeiro é um aplicativo criado para disponibilizar aos trabalhadores qualificados as vagas de emprego disponíveis no setor industrial, enquanto o segundo é um programa que incentiva a indústria e universidades a transformarem pesquisas em negócios, produtos e serviços, no qual o aluno e seu tutor criam e desenvolvem soluções para a indústria.

Estudantes

O estudante e engenharia da computação, Gustavo Alves Maciel, 21 anos, vê no estágio a sua primeira experiência formal no mercado de trabalho. “Trabalho sem carteira assinada e busco uma oportunidade porque vejo a necessidade de adquirir experiência na profissão que escolhi, além de ser preciso cumprir a carga horaria de estágio. É a minha chance de conhecer o mercado de trabalho, aliando a teoria que apendemos na faculdade com a prática”, declarou.

Bruna Gabriele nascimento Lago, 20 anos, comentou que o atendimento realizado pelo IEL foi esclarecedor. “Tirei todas as dúvidas e aprendi coisas que não tinha ideia. Foi ótimo porque agora me sinto mais segura. Hoje, o mercado de trabalho exige experiência do profissional e o estágio é a forma ideal de aprender e adquirir experiência”, pontuou.

Governo de MS - IPVA