Idenor Machado acompanha a situação da educação em Dourados

Idenor Machado está acompanhando a situação da educação em Dourados – Foto: Arquivo

O vereador Idenor Machado (PSDB) tem acompanhado de perto a situação das escolas de Dourados, que suspenderam as aulas presenciais devido a pandemia do COVID-19. O retorno das aulas está agendado para o dia 25 deste mês.

“É notório o empenho que o Poder Executivo tem feito para que a aprendizagem de nossas crianças seja garantida, sem dizer que os professores têm se adaptado a essa nova realidade educacional”, comentou Idenor.

O vereador disse ainda que é preciso se preocupar com a qualidade educativa aplicada neste momento e relata que, através da Secretaria Municipal e Estadual de Educação, tem sido noticiado sobre a evolução nos métodos que estão sendo adotados para que o ensino seja aplicado sem prejuízo na aprendizagem dos alunos. “Sabemos que não é a mesma coisa do que estar em sala de aula, é um momento diferenciado para toda comunidade escola, professores, alunos, coordenadores, mas mesmo assim vemos as escolas empenhadas para que os alunos sejam atendidos, algumas inclusive dispondo de locais onde os alunos possam resolver suas atividades mantendo a segurança por ocasião do COVID-19”, acrescenta Idenor.

Conforme o vereador, há muito o que ser observado, como a carga horária, as atividades ministradas, as formas como estão sendo feitas os registros da participação dos alunos, as formas de avaliação e também que esta avaliação não seja causa do aumento da reprovação e muito menos da evasão escolar. “A evasão escolar sempre foi combatida pela sociedade, pois sabemos que a Educação não é só um direito, mas é o principal instrumento para que mudanças sociais aconteçam, assim sendo, ela não pode ser uma alternativa nesse momento”, finaliza.

Lei do Bom Pagador

No Diário Oficial desta quinta-feira (21) foi publicada a Lei Complementar nº 392/2020 que altera e acrescenta dispositivos ao art. 2º da Lei Complementar nº 152 de 28 de dezembro de 2009, a Lei do Bom Pagador. Esta lei complementar foi uma proposição do vereador Idenor Machado, com a finalidade de beneficiar com o desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) os imóveis que forem desmembrados, bem como os remembramentos que acontecem em várias situações de imóveis em Dourados.

“Partimos do pressuposto de que essa garantia está sobre o imóvel e não sobre pessoa, assim sendo, esse benefício agora irá alcançar a nova matricula, sem esquecer que para continuar tem que se cumprir as exigências do Programa Bom Pagador ou este perde os descontos garantidos, agradecemos ao Poder Executivo que entendeu também o quanto será valioso para o incentivo na compra e venda de imóveis em nossa cidade”, esclarece o parlamentar.